Trabalho os novos arranjos familiares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1692 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] ‘.[pic]
































Palmas
2011














































SUMÁRIO


1INTRODUÇÃO..........................................................................................................4


2 DESENVOLVIMENTO..............................................................................................5

2.1 OS NOVOS ARRANJOS FAMILIARES.................................................................5

3 CONCLUSÃO..........................................................................................................8


4REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO..........................................................................9



1 INTRODUÇÃO


Este trabalho tem por finalidade apresentar uma produção textual elaborada a partir da questão da família focando os novos arranjos familiares da contemporaneidade. Apresenta a situação da família, a concepção da Política Nacional de Assistência Social sobre a mesma e suacentralidade nessa política, bem como dados do município de Palmas – TO relacionados ao quantitativo do arranjo familiar monoparental beneficiados pelo bolsa família.

























2 DESENVOLVIMENTO

Os novos arranjos familiares

A família é a mais importante e a principal instituição de todos os tempos, e sem dúvida continuará sendo abase, o apoio e a sustentação de seus membros e deve servir de exemplo para os filhos, pode variar de forma, dependendo da cultura, das condições demográficas e das condições econômicas e sociais. Consiste em um conjunto de pessoas que se relacionam e convivem juntas por um determinado tempo. Ela é elo de ligação entre o individuo e a sociedade, com ela aprendemos a perceber o mundo e a nos situarmos.É formadora da nossa primeira identidade,e é primordial lembrar que a família contemporânea é constituída por diversas ramificações e todos os modelos convivem neste cenário. Deve dar assistência total, multiplicar o amor, o carinho transmitir hábitos e valores, impor limites, respeito, obrigações, obediência, evitar conflitos e disponibilizar um ambiente tranqüilo e saudável, isto seria apenas omínimo para evitar que os sonhos se transformem em pesadelos
Podemos afirmar que esta instituição agrega valores no que diz respeito a um vínculo de parentesco expressivo que compreende pai, mãe, filhos, irmãos, avós, tios, netos e bisnetos etc. A afinidade gera uma escolha e a união se estende e abrange várias fases, podemos citar a do nascimento, a infância, aadolescência, o adulto e o idoso.
O termo ‘família’ provém do latim, criado ou servidor, inicialmente designava o conjunto de empregados de um senhor e só mais tarde passou a empregar-se para denominar o grupo de pessoas que unidas por laços de sangue viviam sob o mesmo teto e submetidas a autoridade de um chefe. No decorrer dos séculos e segundo as diferentes culturas ecivilizações, predominou a família patriarcal dirigidas pelo varão mais idoso do grupo. O fato de pertencer à família era determinado mais pela autoridade a que a pessoa estava submetida do que pelos laços de sangue.
A classificação familiar é monogâmica, poligâmica, conjugais e consangüíneas, podendo ser também poliândricas e nucleares. Várias funções são atribuídas como abiológica, a socialização, a social, a assistencial e a econômica, o ideal é que deveriam ser cumpridas. A família nuclear vive permeada de um contexto repleto de modificações, as quais incidiram diretamente na transmissão de autoridade patriarcal, pois os direitos e deveres da família tornam-se negociações, abrindo um leque de opções de escolhas, na qual a família torna-se imprescindível na...
tracking img