Trabalho modelos organizacionais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2873 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VÁRZEA GRANDE

CURSO ENGENHARIA CIVIL

TURMA ENC 122 CN



MARCO AURELIO ARAUJO











MODELO DE ORGANIZAÇÕES


DISCIPLINA
ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO









VÁRZEA GRANDE / MT
2012


MARCO AURELIO ARAUJO













MODELO DE ORGANIZAÇÕES

Trabalho apresentado a UNIVAG –Centro Universitário de Várzea Grande MT, para a Disciplina Organização do Trabalho. 1ª Semestre
Turma ENC 122CN
Sob a orientação da Profª: Christine Carvalho










Várzea Grande – MT
2012
Introdução



Os modelos organizacionais existentes hoje nas empresas estão sofrendo uma profunda transformaçãono que diz respeito em suas estruturas, e também entre os profissionais que gerem os processos. É de ser levar em consideração para este processo que a consciência humana está voltada para fora e vê apenas processos superficiais. É importante saber que estudos demonstraram que alguns tipos de culturas ajudam, enquanto outros prejudicam o desempenho econômico das organizaçõesModelo Burocrático de Organização



A burocracia representa um modelo de organização social, que dominou o mundo a partir do século XIX, tendo sido bem interpretada e popularizada pelo sociólogo alemão Max Weber. Posteriormente, seus pressupostos fundamentais foram transpostos para o campo da administração, na forma de um modelo degestão largamente adotado pelas organizações. O modelo burocrático tem como objetivo básico organizar detalhadamente e dirigir rigidamente as atividades da organização, com a maior eficiência possível. Seus principais postulados são:

➢ Caráter legal das normas e regulamentos – as organizações burocráticas procuram instituir normas para regulamentar cada procedimento administrativo ouoperacional.
➢ Impessoalidade nas relações – pretende-se que as decisões sejam tomadas de maneira impessoal, ou seja, que não existam privilégios para determinados grupos ou pessoas.
➢ Hierarquia da autoridade – a burocracia prevê a obediência estrita à hierarquia, devendo cada empregado limitar-se ao relacionamento com seu chefe imediato.
➢ Rotinas e procedimentos padronizados –cada tarefa deve ser rotinizada, de modo a ser executada sempre de maneira padronizada;
➢ Competência técnica e meritocracia – o merecimento, entendido como qualificação técnica e capacidade, deve ser a base dos sistemas de recompensa e promoção.

Gifford e Elizabeth Pinchot destacam que a burocracia firmou-se como o modelo de gestão básico da maioria das organizações do século XX, pelofato de atender a diversas das necessidades das empresas da chamada era industrial. Ele aumentou a eficácia da hierarquia, reduzindo os abusos de autoridade e trazendo uma maneira mais eficiente de gerenciamento das tarefas complexas que foram se apresentando à medida em que as instituições cresciam. A burocracia criou, conforme destacam esses autores, um sistema capaz de gerir de forma adequada aprodução mecanizada, padronizada, de larga escala e com maciços investimentos financeiros que caracteriza o capitalismo industrial.
Apesar de pretender dotar as organizações de confiabilidade e segurança administrativa, o modelo burocrático costuma ocasionar uma série de disfunções, acabando por comprometer a eficiência, a eficácia e a efetividade da gestão. As principais disfunções observadassão as seguintes:

➢ Inflexibilidade – o excesso de normas e de padronização de rotinas, aliado à rigidez hierárquica, dificulta sobremodo a adaptação das decisões quando as circunstâncias específicas assim o recomendaria. 
➢ Excessiva concentração das decisões – a hierarquia rigorosa faz com que praticamente todas as decisões precisem ser tomadas pela cúpula, gerando lentidão e,...
tracking img