Trabalho macroeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1280 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS
DISCIPLINA: MACROECONOMIA III – CNM 7154
PROFESSOR: WAGNER LEAL ARIENTI
ALUNOS: RENAN LUIZ DA ROSA /
RODRIGO COUTO DE OLIVEIRA

Impacto na trajetória do produto agregado (a partir de 2005) da crise financeira de 2008 nas seguintes economias nacionais: Brasil e EUA.

FLORIANÓPOLIS, 5 DEABRIL DE 2012

INTRODUÇÃO:

O presente estudo buscar analisar o impacto na trajetória do PIB nas economias nacionais do Brasil e EUA no período de 2005 a 2010 e suas consequências para ambos após a crise financeira de 2008.
Iniciaremos fazendo um breve histórico das economias em questão e logo após analisaremos seus comportamento antes e após a crise tomando como base os valores de PIB emtermos de suas moedas correntes, para o Brasil adotaremos os valores do PIB na moeda nacional, o real, de 2011 e usando o ano de 2005 como base e para os Estados Unidos usaremos o PIB com transformação da variável PIB em índice com o ano base (2005) igual a 100.
A partir dos dados coletados buscaremos identificar a alteração da trajetória de seus ciclos econômicos e em que profundidade e duraçãoisso se obteve com o intuito fazer uma comparação macroeconômica entre ambas as economias nacionais.

Os Estados Unidos:

A economia dos Estados Unidos é a maior economia do mundo, apresentando destaque em diversos setores econômicos. Seu produto interno bruto estimado em 14,7 trilhões em 2010 é aproximadamente três vezes maior do que a da China, segunda do mundo.
Possui um alto nível deprodução per capita (46.442 dólares) além de possuir uma baixa taxa de desemprego e elevados níveis de pesquisa e investimento financiados por capitais nacionais. Historicamente vem mantendo uma taxa de crescimento estável havendo um declínio no período compreendido a partir de dezembro de 2007 a dezembro de 2009. Os efeitos desse declínio foram sentidos por todo o restante do mundo visto que maiorparte das economias globais caminham em conjunto com a economia Estadunidense.
Através da tabela 1 , pode-se notar que no período compreendido entre 2005-2008, o PIB norte americano vinha já decrescendo com relação ao ano anterior. Obtendo seu auge em 2005 com um crescimento de 6,49%, 5,85% em 2006 e 4,87 em 2007. Percebemos uma queda abrupta de 2008 para 1,87% até chegar em -2,47% em 2009. Ouseja, a crise de 2008 afetou diretamente a produção em 2009, ficando visível a queda em 2008 na linha que até então era ascendente no gráfico 1.

O Brasil:

O Brasil, ocupando o lugar de 6ª maior economia do mundo, possui atualmente uma economia forte e sólida, pautado na produção e exportação de mercadorias de diversos tipos, principalmente commodities minerais, agrícolas e manufaturados.
Asáreas de agricultura, indústria e serviços são bem desenvolvidas e encontram-se, atualmente, em bom momento de expansão. Tendo como principais parceiros comerciais EUA, China e Argentina, o Brasil, membro dos BRICS, vem sendo destacado como uma das principais economias emergentes do mundo.
Através da análise da tabela 2 e do respectivo gráfico, fica evidente que o impacto da crise de 2008 no Brasilfoi menor comparado aos EUA, visto que ao invés de um crescimento negativo da produção, houve apenas uma redução das taxas de crescimento. Esse movimento torna-se mais visível ao analisar os valores do PIB, no qual nota-se que desde 2005 os valores crescem a uma taxa positiva.
Uma das principais estratégias adotadas pelo Brasil para driblar a crise foi a redução no IPI acelerando o consumointerno e fazendo com que a indústria e a economia recuperasse um pouco de seu folego durante a crise.
Consequências da crise:

O impacto na trajetória do PIB estadunidense se manifestou em graves consequências para sua economia e para economias ao redor do globo, visto que a redução abrupta do consumo ocasionada pela crise no país resultou também em queda dos investimentos das empresas...
tracking img