Trabalho hope

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3417 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise da Propaganda da Hope com Gisele Bundchen


Resumo




O presente trabalho discorre sobre a mulher na propaganda brasileira. A empresa Hope causou bastante polêmica ao utilizar a imagem da atriz Gisele Bündchen apenas com um conjunto de lingerie e de forma sensual. Diversas pessoas acreditam que a ação promoveu a idéia equivocada da mulher como mero objeto dedesejo masculino e por pouco, a Hope não precisou suspendê-la. A mulher tanto lutou para ser reconhecida como pessoa, como cidadã, e simplesmente as propagandas brasileiras destroem os avanços alcançados para coibir os pensamentos sexistas.



Palavras-chave: Mulher. Propaganda. Objeto de desejo. Publicidade.





Introdução






É incontroverso que, no Brasil e no mundo,as mulheres foram subjugadas às vontades masculinas ao longo da história. Mas a história também demonstra que, a passos largos, a figura feminina tem se destacado nas sociedades, adquirindo uma posição que antes somente era conferida aos homens.


A propaganda vinculada à grife Hope, protagonizada pela modelo Gisele Bündchen, com a campanha chamada de “ Hope Ensina” , retoma a imagemgeral que a sociedade possuía da mulher, ainda baseada em valores arcaicos. Isso porque, antigamente perdurava a ideia da mulher submissa ao homem, obrigada a atuar no ambiente familiar e doméstico, cuidando do bem estar do marido e dos filhos e tratada como objeto sexual. Em muitas culturas, caberia a mulher apenas obedecer as ordens do patriarca (dono do lar), sem possuir direito de resposta oupoder expor sua opinião.


Com o tempo, a mulher foi batalhando seu espaço na sociedade, e não se admite hoje, na sociedade moderna, a visão separatista acerca das funções. Ou seja, o sobrepujar do homem como detentor da mulher não é mais aceito.


Atualmente, homens e mulheres devem ser vistos como iguais, maneira esta defendida legalmente no direito pátrio.A propaganda da Hope, que numa primeira imagem do comercial da campanha "Hope ensina", a top model está com um vestido e fala: "amor, bati seu carro". Ao lado, aparece a palavra "errado". Em seguida, ela repete a frase, mas está vestida com uma lingerie. A expressão, então, muda para "certo". Ao final, o locutor diz "você é brasileira, use seu charme", recebeu críticas de diversas parcelasda sociedade, ao apresentar a mulher usando seu corpo como um mero instrumento para conseguir o perdão do marido.




[pic]

Fotografia 01 - Imagem apresentada pela propaganda “Hope Ensina“.




1. Retrocesso Histórico




Desde as mais primitivas sociedades existentes, havia definição clara dos papéis dos homens e das mulheres. O motivo para isso ocorrer é que todasociedade surge devido a uma necessidade. E ao se relacionar com outros, o ser humano busca satisfazer suas necessidades, atender seus interesses. Mas, em se tratando de grupos sociais, há de se dizer que existem interesses individuais e coletivos. Podemos tomar, por exemplo, o ataque de um grupo inimigo, em que todo o grupo atacado buscará repelir o atacante, garantindo a segurança coletiva, ecom isso também, sua segurança individual (proteção de seus próprios bens).


Por isso, podemos afirmar que existem vários tipos de necessidades e interesses, e por vezes, estes se contrapõem, pois divergem de indivíduo para indivíduo. No início, essas divergências eram resolvidas por meio da força bruta.


Este é o motivo pelo qual homens e mulheres possuíam papéisdiferentes na sociedade primária: a diferença física existente entre eles, fazendo com que os homens dominassem as mulheres, impondo a elas suas vontades.


As mulheres foram marcadas desde sempre por sua capacidade reprodutora, o fato de gerar o filho e amamentá-lo. O aprendizado da atividade de cuidar da família foi sendo desenvolvido como uma tarefa exclusiva deste gênero, embora...
tracking img