Trabalho eventos subsequentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2948 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA Alessandra de Oliveira Garcia1, Zenaide Homem de Mello Ceballos2
1

Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas, Rua Francisco José Sampaio Coelho 15 – Urbanova. 12244-150 – São José dos Campos. SP, ale@memorium.com.br 2 Universidade do Vale do Paraíba/Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas, Av. Shishima Hifumi, 2911 – Urbanova.12224-000 – São José dos Campos. SP, hmceballos@yahoo.com.br

Resumo- Este trabalho tem como objetivo mostrar que, neste começo do século XXI, a responsabilidade social passa a ser um elemento da gestão empresarial e perde o seu lado simplesmente assistencialista. As ações de caráter social, praticadas por um número crescente de empresas, demonstram não mais uma tendência, mas sim uma verdadeiramudança de postura e de pensamento ético, o qual, parece finalmente querer resgatar a dívida social contraída nos primórdios do sistema capitalista. Deste modo, busca-se neste artigo expor a forma como está sendo processada essa mudança de valores e, sobretudo como essa mudança pode ser revertida em benefícios para todos os envolvidos neste processo; dando ênfase ao Brasil, país que apresenta umadas maiores discrepâncias sociais do mundo. Palavras-Chave: Responsabilidade Social, empresas. Área do Conhecimento: VI Ciências Sociais Aplicadas. Introdução Não é de hoje que ouvimos falar de responsabilidade social. Este termo vem sendo empregado com certa freqüência desde o inicio dos anos 1970 onde a temática ambiental e do desenvolvimento humano começaram a ser discutidas em âmbito global.No Brasil, o movimento de valorização da responsabilidade social nas empresas ganhou forte impulso na década de 1990, através da ação de ONGs, institutos de pesquisa e empresas sensibilizadas para a questão. A responsabilidade social já é percebida como um diferencial pelos empresários brasileiros que demonstram uma intenção de ampliar suas ações neste campo. Sua prática se faz de uma açãoconjunta onde as empresas desenvolvem programas de diferenciados temas e propósitos junto à comunidade, muitas vezes contando com a participação de seus funcionários. Este artigo propõe-se a mostrar o que é responsabilidade social e o que está levando empresas de diferentes tamanhos e segmentos a implantarem medidas que denotem essa prática. Com este intuito, foi realizada uma pesquisa bibliográfica,onde levantou-se diversos artigos de variados autores sobre o tema em questão. A mídia eletrônica (internet), foi de grande valia para a construção do presente trabalho, pois através dela identificou-se apresentações de resultados corporativos de empresas como a Johnson & Johnson e o Banco Real, sendo que no caso desta última utilizou-se também publicações internas da empresa para a coleta de dados.A internet contribuiu também para o levantamento de dados estatísticos (através da página eletrônica do IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Os trabalhos de Melo Neto e Froes [1] (2001), Drucker [2] (1999) e Cohen [3] (2003), assim como a página eletrônica www.rh.com.br [4], foram especialmente utilizados na síntese teórica, conceitos e definições relacionadas a responsabilidadesocial. Responsabilidade Social Corporativa De acordo com Melo Neto e Froes [1] (2001, pg.6, 7), empresas, empresários e governo estão conscientes dos riscos envolvidos na adoção indiscriminada da nova lógica econômica globalizante. Além de gerar desemprego e exclusão social, as estratégias das empresas multinacionais debilitam a ordem social, enfraquecem as forças e movimentos sociais, quebram acoesão comunitária e dissipam a idéia de solidariedade social. Para diminuir este risco e atenuar os efeitos, a solução encontrada foi a criação de uma nova lógica de racionalidade social. Os principais agentes desta nova racionalidade passam a ser as empresas. A ênfase é na prática da solidariedade empresarial. A empresa é o foco irradiador da solidariedade e não a sociedade. As empresas aprenderam...
tracking img