Trabalho entidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1085 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACESM – FACULDADE DE CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS

Trabalho elaborado para explanação do tema Princípio da Entidade Contábil a ser apresentado para a disciplina de Teoria da Contabilidade.

ITAJUBÁ - MG
2010
FACESM – FACULDADE DE CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS

O PRINCÍPIO DA ENTIDADE CONTÁBIL

ALCIENI RODRIGUES DEALMEIDA
MARIA LUIZA PEREIRA
RAPHAEL AUGUSTO DE FARIA BEZARRIA
SHEILA DE MAGALHÃES PIVOTO
VANIA MARIA RIBEIRO PINTO

ITAJUBÁ – MG
2010

INTRODUÇÃO

O objetivo do trabalho é estudar o Princípio da Entidade Contábil, que segundo pesquisadores surgiu através de estudos para identificar quais princípios iria orientá-os para registrar todos os fatos que afetam o patrimônio de uma entidade.Surgiu com a necessidade de auxiliar a gestão dos negócios, atender o objetivo da contabilidade, suas normas e ajudar as tomadas de decisão.

Toda atividade durante sua consecução enfrenta fatos inesperados do qual o profissional se pergunta sobre a melhor alternativa do pondo de vista ético e eficaz. No exercício da profissão contábil não é diferente, situações inesperadas acontecem a todo omomento tornando o ambiente extremamente flexível.

Para trabalhar melhor com as adversidades a Ciência da Contabilidade parte de princípios básicos que fundamentam todas as ações a serem seguidas pelos contabilistas, orientando-os sob o enfoque ético.

Os princípios são segregados de forma lógica, sendo os principais conhecidos como postulados contábeis. Os postulados têm função central emtodos os tipos possíveis de eventos contábeis, exercendo papel primário.

Segundo Boletim Informare “ Entidades são conjuntos de pessoas, recursos e organizações capazes de exercer atividade econômica, como meio ou como fim” e que "A Contabilidade é mantida para as Entidades; os sócios ou quotistas destas não se confundem, para efeito contábil, com aquelas..."

O cerne do Postulado da Entidadetraz aos contabilistas o conceito de que o patrimônio da organização não se mistura com os de seus proprietários, e seus fatos são isolados. Prevalece à autonomia patrimonial da entidade e a necessidade de diferenciação de seu interesse para com o de seu proprietário, visando entre inúmeros motivos à saúde econômica e financeira da organização.

O Princípio da Entidade reconheceo patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um patrimônio particular no universo dos patrimônios existentes, independentemente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição de qualquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos. Por conseqüência, nesta acepção, o patrimônio não se confundecom aqueles dos seus sócios ou proprietários, no caso de sociedade ou instituição.
O patrimônio pertence à Entidade, mas a recíproca não é verdadeira. A soma ou agregação contábil de patrimônios autônomos não resulta em nova Entidade, mas numa unidade de natureza econômico-contábil. (Boletim Informare)

Erroneamente existem sócios que ao exercerem a administração ou criaremuma empresa, julgam que o resultado obtido pela pessoa jurídica é de sua inteira propriedade. A contabilidade por sua vez não pode manter registros em comum, devendo sempre tratar as entidades como pessoas distintas de seus proprietários.

Não se trata de tarefa fácil, mas a contabilidade possui ferramentas para alocação de despesas e contabilização individual dos eventos, permitindo a apuraçãodo resultado da entidade comercial e da entidade familiar. O controle patrimonial deve-se sempre fazer referência a entidade e jamais confundir-se com o patrimônio familiar. O contabilista pode efetuar os registros da entidade e também dos sócios, porém nunca misturar os interesses.

Cabe ao contabilista da atualidade, atuar como consultor de seu cliente orientando-o que os patrimônios são...
tracking img