Trabalho edson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (439 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Negócio Jurídico, de acordo com Miguel Reale, "é aquela espécie de ato jurídico que, além de se originar de um ato de vontade, implica a declaração expressa de vontade...", ou seja, há a necessidadeda vontade de ambas as partes em instaurar uma relação visando um objetivo protegido pelo ordenamento jurídico.
A decisão escolhida, sobre o tema de negócio jurídico anulável, foi julgada pelasCâmaras Cíveis Isoladas / 15ª CÂMARA CÍVEL, da comarca de Pitangui, Minas Gerais.
O caso é uma anulação de contrato de consórcio por vício de vontade, onde este é capaz de tornar anulável o contratoestabelecido.
O autor afirma que adquiriu uma cota de grupo de consórcio da empresa Moto Star Ltda e administrado pela Adm Consorcio Nacional Honda Ltda.
A primeira apelante pede reforma da decisãode 1º grau, em que foi julgado procedente o pedido de rescisão de contrato, e que condenou as rés a proceder com a devolução dos valores pagos atualizados de acordo com a tabela CCJ e a pagar, também,20% da condenação a título de honorários advocatícios e os custos das despesas do processo.
A segunda apelante afirma que não deve ser condenada pois o contrato teria sido realizado com a primeiraapelante, sendo sua vendedora, portanto responsável pelo ato praticado.
No caso, consta que o autor teria pedido anulação do contrato firmado entre as partes, alegando que o vendedor teria o levadoa erro, pois havia prometido que com um lance de R$ 2.000,00 (dois mil reais), ele seria contemplado com a motocicleta, o que de fato não teria ocorrido.
Assim houve vício de consentimento, onde oautor foi levado a erro pelo vendedor da primeira apelante, que representa o consórcio da segunda apelante, o que faz com que o contrato seja passível de anulação.
O código civil não permite que avontade declarada seja violada, conforme o que transcreve o art. 171, II do mencionado código:
“Art. 171. Além dos casos expressamente declarados na lei, é anulável o negócio jurídico:
(...)
II -...
tracking img