Trabalho de variação linguistica

Páginas: 5 (1047 palavras) Publicado: 31 de maio de 2011
VARIAÇÕES LINGUÍSTICAS
IPT- INTERPRETAÇÃO E PRODUÇÃO DE TEXTO
Professor: Marcelo Barros

Santana de Parnaíba
Maio/2011

SUMÁRIO.

|01. | Introdução | 03 |
| | | |
|02. | Conteúdo| 04 |
| | | |
|03. |Conclusão |07 |
| | | |
|04. |Bibliografia|08 |

01. - INTRODUÇÃO

A língua não é usada de modo homogêneo por todos os seus falantes. O uso de uma língua varia de época para época, de região para região, de classe social para classe social, e assim por diante. Nem individualmente podemos afirmar que o uso seja uniforme. Dependendo da situação, uma mesma pessoa pode usar diferentesvariedades de uma só forma da língua.
Ao trabalhar com o conceito de variação lingüística, estamos pretendendo demonstrar: que a língua portuguesa, como todas as línguas do mundo, não se apresenta de maneira uniforme em todo o território brasileiro; "Nenhuma língua permanece a mesma em todo o seu domínio e, ainda num só local, apresenta um sem-número de diferenciações.(...) Mas essasvariedades de ordem geográfica, de ordem social e até individual, pois cada um procura utilizar o sistema idiomático da forma que melhor lhe exprime o gosto e o pensamento, não prejudicam a unidade superior da língua, nem a consciência que têm os que a falam diversamente de se servirem de um mesmo instrumento de comunicação, de manifestação e de emoção."

02. – CONTEÚDO: Tipos de Variações LingüísticasCada pessoa traz em si uma série de características que se traduzem no seu modo de se expressar: a região onde nasceu o meio social em que foi criada e/ou em que vive a profissão que exerce, a sua faixa etária, o seu nível de escolaridade.
Os exemplos a seguir ilustram esses diferentes tipos de variação.
A região onde nasceu (variação regional) - aipim, mandioca, macaxeira,tu e você vogais pretônicas abertas em algumas regiões do Nordeste; o s chiado carioca e o s sibilado mineiro;
O meio social em que foi criada e/ou em que vive; o nível de escolaridade (no caso brasileiro), essas variações estão normalmente inter-relacionadas.

Variação social: substituição do l por r (crube, pranta, prástico); eliminação do d no gerúndio (correndo/correno); trocado a pelo o (saltar do ônibus/soltar do ônibus);

Variação profissional: linguagem médica (ter um infarto / fazer um infarto); jargão,policial(elemento/pessoa;viatura/camburão);

Variação etária: irado, sinistro (termos usados pelos jovens para elogiar, com conotação positiva, e pelos mais velhos, com conotação negativa).

Pelos exemplos apresentados, podemos concluir quehá dialetos de dimensão territorial, social/profissional, de idade, de sexo, histórica. Nem todos os autores
Apresentam a mesma divisão para estas variedades, sobretudo porque elas se superpõem, e seus limites não são bem definidos.
Nesta dimensão, incluem-se as diferenças lingüísticas observadas entre pessoas de regiões distintas, onde se fala a mesma língua. Exemplos claros desta variação sãoas diferenças encontradas entre os diversos países de língua portuguesa (Brasil, Portugal, Angola, por exemplo) ou entre regiões do Brasil (região sul, com os falares gaúcho, catarinense, por exemplo, e região nordeste, com os falares baiano, pernambucano, etc.).
Nesse tipo de variação, as diferenças mais comuns são as que encontramos no plano fonético (pronúncia, entonação) e no plano...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trabalho de variação linguística
  • VARIAÇÃO LINGUISTICA
  • variação linguísticas
  • Variação Linguística
  • Variação linguística
  • variação linguistica
  • Variacao linguistica
  • Variação linguistica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!