Trabalho de tcs de hanseniases

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2334 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE ENFERMAGEM
IIº SEMESTRE

ALCIONE
FABIANA OTAVIANO
GILMARA
MARIA ABEL
MARLENE
RUBIA LARISSA DE SOUZA

PRÁTICAS DE CONSULTAS DE ENFERMAGEM AOS PORTADORES DE HANSENÍAS.CUIABÁ-MT
2010

ALCIONE
FABIANA OTAVIANO
GILMARA
MARIA ABEL
MARLENE
RUBIA LARISSA DE SOUZA

PRÁTICAS DE CONSULTAS DE ENFERMAGEM AOS PORTADORES DE HANSENÍAS.



Trabalho acadêmico de Enfermagem da disciplina de Trabalho de Conclusão Semestre (TCS) orientado pela Professora e Mestra Carla Rafaela da Cunha.Cuiabá-MT
2010

INTRODUÇÃO
A Hanseníase, ao longo da história, foi descrita como uma doença que causava horror, em decorrência, das deformidades físicas relacionados ao doente não tratado, que ocasionou estigma e preconceito dos mais diversos. Na história da humanidade, provavelmente nenhuma doença gerou estigma social tão intenso quanto àHanseníase, sempre associada a conceitos tais como: pecado, impureza e punição1.
Hanseníase constitui uma patologia das mais antigas que atua no organismo humano, com indícios remotos que datam de 600 a.C. e procede da Ásia, que juntamente com a África podem ser consideradas o berço da doença1.
A hanseníase é uma doença infecto-contagiosa de evolução lenta e que se manifesta principalmente através desinais e sintomas dermatoneurológico 4. Um dos primeiros efeitos da lepra, devido ao acometimento dos nervos, é a supressão da sensação térmica, ou seja, a incapacidade de diferenciar entre o frio e o quente no local afetado. Mais tardiamente pode evoluir para diminuição da sensação de dor no local.
A Hanseníase constitui uma doença infectocontagiosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae. Ecaracteriza-se por uma evolução lenta, alta infectividade e baixa patogenicidade, manifestando-se, principalmente, através de sinais e sintomas dermatoneurológicos, variando em espectro entre dois pólos estáveis (tuberculóide e virchowiano), com formas intermediárias instáveis¹.
O preconceito resulta do modo de ver o mundo, das apreciações de ordem moral e valorativa, dos diferentes comportamentossociais e mesmo das posturas corporais. Pode-se, assim, inferir que estes são produtos de uma herança cultural e referindo à cultura, deve-se destacar que, de acordo com Leininger¹, esta se define a partir dos valores, crenças, normas de comportamento e práticas relativas ao estilo de vida, aprendidos, compartilhados e transmitidos por um grupo específico, que orienta o pensamento, as decisões eas ações dos elementos pertencentes ao grupo¹.
Segundo Pedrazzani, os profissionais de enfermagem possuem um papel muito importante nas ações de controle da hanseníase, dentre elas tem: prevenção da hanseníase busca e diagnóstico dos casos, tratamento e seguimento dos portadores, prevenção e tratamento de incapacidades, gerência das atividades de controle, sistema de registro e vigilânciaepidemiológica e pesquisas³.
Desse modo, é função da(o) Enfermeira(o) da ESF proporcionar uma educação continuada dos auxiliares e técnicos de enfermagem, bem como dos agentes comunitários de saúde, e principalmente, realizar consultas de enfermagem que proporcionem, dentre outras funções, a identificação dos fatores de risco e de adesão no tratamento da hanseníase. Nessa perspectiva, segundoLeopardi(15), é imprescindível na ESF uma perspectiva cultural em que a Enfermagem relacione o cuidado e sua influência na assistência, funcionando como suporte na facilitação e capacitação a indivíduos ou grupos, para manter ou reaver o seu bem-estar ou ajudá-los a enfrentar dificuldades ou a morte, de uma forma culturalmente significativa e satisfatória.
Partindo desse enfoque, elegeu-se a Teoria...
tracking img