Trabalho de sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
- Texto de Opinião

Rosa Luxemburgo, em sua obra, adota um conceito muito mais real e aceitável sobre as revoluções socialistas. Ao dizer que as massas trabalhadoras devem ser ocentro do processo revolucionário, ela explicita a verdadeira condição das massas oprimidas, pois eles detém o poder de colocar em prática os ideais revolucionários eemancipacionistas, uma vez que essas camadas populares precisam buscar orientar-se por si mesmas, deixando de ser uma massa governada e sem direito de voz.
As massas são essenciais nosprocessos revolucionários, pois são elas que trabalham ininterruptamente para o sustento das classes burguesas, que não sobreviveriam sem a exploração do proletariado. Esses, por sua vez,precisam fazer jus à sua voz, à sua autonomia e se utilizar da criatividade para mostrar que não precisam se submeter a condições subumanas e a tantas repressões para fazer umtrabalho digno e lucrável para a sociedade.
Os trabalhadores devem agir por si só, com a participação total das camadas populares nas infinitas possibilidades de ação e constantecolaboração uns com os outros para que a greve de massa traga grandes proveitos na evolução do movimento operário, como experiências políticas novas beneficiadoras. Isso só será possívelse os mesmos reconhecerem seu potencial de transformar a sociedade e de aprender com a experiência.
O socialismo é um ideal libertador, onde a emancipação começa no movimento e nãoapós a conquista do poder. As massas oprimidas devem ser autônomas o bastante para decidir por si mesma, sem que haja quaisquer instrumento de repressão ou vanguarda. Somente assimhaverá a quebra do espírito de disciplina servil adquirido pelos operários durante tanto tempo de opressão, trazendo à tona a autodisciplina voluntária de uma democracia social.
tracking img