Trabalho de psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1177 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO


AO LONGO DO DESENVOLVIMENTO DO CAPITALISMO, O TRABALHADOR SEMPRE FOI POSTO EM SITUAÇÃO DESFAVORÁVEL, SEMPRE FOI CONSIDERADO APENAS MAIS UM ENCARGO PARA A CORPORAÇÃO, MAIS UM GASTO QUE DEVERIA SER RACIONALIZADO DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL, APROVEITANDO AO MAXIMO SUA CAPACIDADE FÍSICA E MENTAL, NÃO IMPORTANDO A SUA SAÚDE NO TRABALHO.
COM A EVOLUÇÃO DAPRATICAS ADMINISTRATIVAS DENTRO DAS CORPORAÇÕES, A GESTÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR FOI SENDO INCORPORADA AOS MEIOS PRODUÇÃO, MAS NO ENTANTO O SOFRIMENTO DO TRABALHADOR CONTINUA, SENDO MANIFESTADO EM DOENÇAS CADA VEZ MAIS COMUNS COMO O STRESS, FADIGA CRÔNICA, BURNOUT, DORT, ETC., TALVEZ PORQUE AS MEDIDAS ADOTADAS HOJE SEJAM PALIATIVAS, PONTUAIS, VISANDO APENAS UM MELHOR APROVEITAMENTO DA PRODUÇÃO, DOQUE A REAL SAÚDE DO EMPREGADO.
Neste trabalho tentaremos identificar ate que ponto uma atividade produtiva pode se refletir na satisfação e saúde no trabalho, embora de modo limitado pela pequena quantidade de indivíduos pesquisados.


2 DESENVOLVIMENTO


A PESQUISA REALIZADA CONSISTE-SE, QUANTO AOS FINS, EM PESQUISA EXPLORATÓRIA E, QUANTO AOS MEIOS, EM PESQUISABIBLIOGRÁFICA E DE CAMPO. PARA VERGARA (1998, P.45), A PESQUISA EXPLORATÓRIA “[...] É REALIZADA EM ÁREA NA QUAL HÁ POUCO CONHECIMENTO ACUMULADO E SISTEMATIZADO. POR SUA NATUREZA DE SONDAGEM NÃO COMPORTA HIPÓTESES [...]”.
Já a pesquisa a pesquisa bibliográfica de acordo com Vergara (1998, p.46):
[...] é o estudo sistematizado desenvolvido com base em material publicado em livros,revistas, jornais, redes eletrônicas, isto é, material acessível ao público em geral. Fornece instrumental analítico para qualquer outro tipo de pesquisa, mas também pode esgotar-se em si mesma.
A pesquisa de campo por sua vez, de acordo com Marconi e Lakatos (2007, p.83):
[...] é aquela utilizada com o objetivo de conseguir informações e/ou conhecimentos acerca de um problema para oqual se procura uma resposta, ou de uma hipótese que se queira comprovar, ou ainda, descobrir novos fenômenos ou relações entre eles.


3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA


3.1 O Trabalho




Para Marx (1985), o trabalho é uma atividade voltada a um fim, satisfazendo as necessidades humanas, transformando a natureza de forma a satisfazer essas necessidades. O capitalismo surgiu noséculo XV e visa o acúmulo de capital, fazendo com que o lucro seja o mais importante para as empresas. Para isso, há a exploração do trabalhador, fazendo-o produzir mais sem receber o equivalente, ou seja: “O trabalhador não produz para si, mas para o capital” (Motta, 1986, p. 58). Como o trabalhador depende do seu salário e tem muita concorrência, ele acaba se submetendo ao emprego.
Asrelações humanas estão cada vez mais estreitas devido ao tempo que o homem se dedica ao trabalho e à rotatividade dos trabalhadores que é alta, pois as empresas não querem se preocupar com funcionários. As pessoas não estão preocupadas então com o sentido do seu trabalho, do impacto que ela causa na sociedade, e sim, com um simples valor de troca.


3.2 Saúde no Trabalho


Apreocupação sobre a saúde no trabalho só ficou mais evidente na época do modelo fordista dos anos 60 e 70, que diminuiu a carga horária de trabalho de 10 horas por dia para 8 horas. Porém, a qualidade de vida do trabalhador vem se agravando, principalmente em países de terceiro mundo. Doenças como LER (Lesões por esforço repetitivos) e Dort (Distúrbios Osteolmusculares) tornaram-se comuns. Taisdoenças são difíceis de serem diagnosticadas, causando invalidez. (HELOANI, CAPITÃO, 2009).
Ainda com a exploração do trabalhador, às vezes a função de trabalho exige mias do que a pessoa pode agüentar, causando estresse, que é uma das doenças mais comuns geradas no trabalho. Há também os trabalhos de risco, onde a chance de ocorrer acidentes é grande. As empresas devem se certificar da...
tracking img