Trabalho de operações unitárias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2305 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas
Química Industrial
Operações Unitárias I
Professor: Lauro

Tipos diferentes de moinhos e britadores utilizados na indústria

Discente: Fernanda de Sousa Fernandes

Anápolis, 16 de Outubro de 2010
1 – Introdução

Na indústria, o processo de cominuição é dividido emdois estágios, a britagem e a moagem. Tradicionalmente, o processo de britagem era entendido como a etapa responsável pela cominuição de material acima de 25 mm (1”), enquanto a moagem era empregada na cominuição abaixo desse tamanho. Entretanto, na atualidade os britadores têm demonstrado grande aplicabilidade na cominuição de partículas com granulometrias cada vez mais finas. Portanto, hoje écomum definir a moagem como a cominuição realizada em moinhos tubulares, independentemente do tamanho, e britagem como a cominuição realizada em todos os outros equipamentos nos quais as partículas são carregadas diretamente pelas partes móveis do equipamento.1
As diferenças principais entre os vários equipamentos de cominuição estão associadas aos métodos de aplicação de cargas e aosaspectos mecânicos da aplicação desses esforços a diferentes tamanhos de partículas. Quando a partícula é de tamanho grosso, a energia necessária para fraturar cada partícula individual é alta, embora a energia por unidade de massa seja tipicamente baixa. Conforme o tamanho da partícula diminui, a energia necessária para fraturar uma partícula diminui, mas a energia por unidade de massa aumentarapidamente. Portanto, os equipamentos, que geralmente são usados na cominuição grossa, precisam ser robustos e de grande porte, enquanto que aqueles usados na cominuição fina devem ser capazes de distribuir energia em um volume relativamente grande.1

A seguir, a descrição de alguns exemplos de britadores e moinhos.

➢ Moinho de Bolas

O moinho de bolas é usado para moer diversostipos de minérios e materiais, assim como para selecionar minérios. Permite duas formas de moagem: processo seco e processo úmido. O moinho de bolas pode ser de tipo tabular ou de tipo fluido dependendo da forma em que o material é descarregado, e tem aplicações nas indústrias de materiais de construção, química, etc.2

Princípio de Funcionalidade
Uma capa cilíndrica, que gira em um eixohorizontal, é carregada com bolas de aço ou porcelana. A redução de tamanho é feita pela ação do impacto e da fricção das bolas ao girar o moinho.3
Consta de um tambor cilíndrico rotativo com comprimento aproximado igual ao diâmetro e que em operação é parcialmente cheio de bolas. O material a moer é alimentado no tambor e, à medida que este gira, as bolas são levantadas até um certo pontopara depois caírem diretamente sobre o material a moer. O funcionamento pode ser contínuo ou em batelada. As bolas podem ser de aço, porcelana, pedra ou qualquer outro material conveniente. A carga das bolas ocupa, geralmente, 30 a 50% do volume do moinho. A parede interna do moinho é revestida com placas de desgaste feitas com material resistente à abrasão, podendo ser lisas ou dentadas.4Este processo é importante para a fabricação de: café solúvel,cereais matinais flocos de milho, espinafre desidratado em pó,mostarda,purê de batata em flocos,sopa instantânea de ervilha.4

Esquema

➢ Moinhos de Martelos

Produzem um material mais fino que o moinho de rolos. Para moagem de cereais destinado à extração de pó solúvel, o moinho de rolos é o mais indicado, sendo tambémutilizados os moinhos de facas e martelos e os de disco. Normalmente os moinhos de facas e martelos apresentam melhores resultados do que os de disco para este fim.

Princípios de Funcionalidade.
Um rotor de alta velocidade gira no interior de uma capa cilíndrica. No exterior do rotor é acoplada uma série de martelos nos pontos de articulação. O material se rompe pelo impacto dos...
tracking img