Trabalho de obstetricia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1617 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
* A endometriose é frequentemente encontrada em mulheres que não tenham obtido sucesso em engravidar. A presença da endometriose não significa que a mulher seja infértil. Mesmo na presença de pequena quantidade de endometriose, e quando aparentemente os outros órgãos estão normais, parece haver problemas no transporte e na fertilização dos óvulos liberados pelos ovários. Nos casos mais graves, aliberação dos ovários pode ser comprometida ou as tubas uterinas podem ficar bloqueadas.
Ter endometriose não significa que a mulher não pode engravidar. Na realidade em alguns casos a gravidez pode aliviar os sintomas da doença.
Quando a endometriose acomete as trompas, pode provocar obstrução e impedir o encontro entre o óvulo e o espermatozóide, assim como dificultar a captação do óvulo pelatrompa. No ovário, a endometriose pode interferir diretamente na ovulação. Há também a produção de algumas substâncias pelos focos de endometriose que interferem na liberação e na captação do óvulo. A reação do organismo à endometriose faz aumentar a presença de células de defesa nos locais onde existe a doença, e estas células de defesa podem atacar também espermatozóides e até mesmo o embriãoque irá se implantar no útero.

Embora não esteja comprovado, é provável que a doença tenha como causa a presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina, o que supostamente ocorre quando, no período menstrual, células do endométrio chegariam até a cavidade peritoneal abdominal, através das trompas de Falópio. Herança genética ou alterações no sistema imunológico são outras possíveiscausas.
O que se sabe é que fora do útero, essas células geralmente se fixam na parede externa do útero, nos ovários ou nas Trompas, mas eventualmente podem se instalar na bexiga, no tecido entre a vagina e o reto (septo reto-vaginal), entre outros. Ao aderir a um desses locais, as células endometriais reiniciam seu processo, ou seja, sofrem alterações devido aos hormônios e, como no útero, emdeterminado período vão causar sangramento. Alguns estudos classificam a Endometriose em vários tipos, considerando o/os locais atingidos, a profundidade da lesão e as diferentes conseqüências.
* Endometriose é uma doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e que consiste na presença de células endometriais em locais fora do útero. [1] O endométrio é a camada interna do útero que é renovadamensalmente pela menstruação. É um transtorno ginecológico comum, atingindo entre 10% e 15% das mulheres em idade reprodutiva.
* TA NO SLIDE

Endometriose é uma doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e que consiste na presença de células endometriais em locais fora do útero. [1] O endométrio é a camada interna do útero que é renovada mensalmente pela menstruação. É umtranstorno ginecológico comum, atingindo entre 10% e 15% das mulheres em idade reprodutiva. TA NO SLIDE
SINAIS E SINTOMAS O sintoma mais comum da endometriose é a dor na região pélvica em geral o quadro doloroso ocorre inicialmente durante o período menstrual (dismenorréia) com intensidade moderada a severa, levando muitas vezes a necessidade do uso de medicamentos analgésicos. A dor tem carátervariável podendo ser tipo cólica, em pontada, latejante ou em pressão. O sintoma doloroso costuma apresentar piora progressiva com o passar do tempo e a paciente pode cursar com dor também fora do período menstrual. Entretanto a sintomatologia nem sempre é diretamente proporcional à severidade da doença, ou seja, pacientes com doença avançada podem apresentar poucos sintomas e outras com doença leve podemcursar com dor intensa

A dispareunia (dor na relação sexual) pode aparecer desde o início da doença, mas ocorre principalmente nos casos de endometriose da região do fundo de saco posterior, (posterior ao útero, entre este e o reto) ou endometriose de septo reto-vaginal, e nos casos de aderências pélvicas.
A infertilidade é um problema muito comum em pacientes com endometriose pélvica. Das...
tracking img