Trabalho de metodologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2603 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS
UnilesteMG
Graduação em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção

















HEDER RENARD CALDAS FERREIRA
RÔMULO SOUYZA SILVA











AVALIAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE TRABALHADORES AO RUÍDO








Coronel Fabriciano2012

HEDER RENARD CALDAS FERREIRA
RÔMULO SOUYZA SILVA













AVALIAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DOS TRABALHADORES AO RUÍDO









Avaliação de Metodologia Científica do programa do Centro Universitário do Leste de Minas
Professora: Carla de Aredes BrumCoronel Fabriciano
2012

RESUMO


SUMÁRIO




1 INTRODUÇÃO 4
2 METODOLOGIA 5
3 RESULTADOS 6
4 DISCUSSÃO 7
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 9
1 INTRODUÇÃO

O ruído é o agente físico nocivo mais comum encontrado no ambiente de trabalho 1,2,3. Pela alta prevalência da exposição a intensidades deletérias à audição emtorno de 15% dos trabalhadores de países desenvolvidos, segundo a Organização Mundial da Saúde 4 constitui-se em um importante agravo à saúde dos trabalhadores em todo o mundo.
A exposição ocupacional ao ruído intenso está associada a várias manifestações sistêmicas, tais como elevação do nível geral de vigilância, aceleração da freqüência cardíaca e respiratória, alteração da pressão arterial e dafunção intestinal, dilatação das pupilas, aumento do tônus muscular, aumento da produção de hormônios tireoidianos e estresse 5,6. Há também referências na literatura apontando associação possivelmente causal entre exposição ocupacional a ruído e acidentes do trabalho 7,8,9,10,11,12,13.
No ouvido, a exposição ocupacional ao ruído intenso lesa as células ciliares do órgão de Corti, causando perdaprogressiva e irreversível da audição, doença conhecida como perda auditiva induzida pelo ruído (PAIR). Ainda como manifestação auditiva, a exposição ocupacional ao ruído se associa ao zumbido, que também é chamado de acúfeno ou tínitus e pode ser definido como "uma ilusão auditiva, isto é, uma sensação sonora não relacionada com uma fonte externa de estimulação" 14 (p. 322). Sahley & Nodar 15(p. 323) o definem como "uma ocorrência na ausência de atividade vibratória ou mecânica correspondente nas orelhas média ou interna". Isso significa que o zumbido é uma percepção auditiva fantasma, que pode ser notada apenas pelo acometido na maior parte dos casos, o que dificulta sua mensuração padronizada. A fisiopatologia do zumbido é ainda controversa. Trata-se de um sintoma que produz extremodesconforto, de difícil tratamento, podendo, de acordo com sua gravidade, excluir do convívio social e até levar ao suicídio aqueles acometidos 16.
Como contribuição ao entendimento da gênese do zumbido, o objetivo deste estudo foi verificar a associação entre PAIR e a queixa de zumbido em trabalhadores expostos ao ruído.
 







2 METODOLOGIA

Para este estudo transversal, a coletadas informações e os testes audiométricos foram realizados em dois ambulatórios de audiologia pertencentes à Universidade do Sagrado Coração, localizados na Cidade de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil, com atendimento voltado a toda população. Foram avaliados e entrevistados 284 trabalhadores com histórico de exposição ao ruído ocupacional entre os meses de abril e outubro de 2003, encaminhados pormédicos para avaliação audiológica.
Os indivíduos primeiramente assinaram o termo de consentimento, quando foram informados sobre a finalidade dos exames e como seriam utilizados os respectivos resultados. Após o consentimento, responderam à anamnese, da qual se extraíram antecedentes ocupacionais, riscos para deficiência auditiva e dados clínicos. Dentre as questões da anamnese, encontrava-se...
tracking img