Trabalho de hobbes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2728 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- O que é LEVIATÃ?
O Leviatã é uma criatura mitológica, geralmente de grandes proporções, bastante comum no imaginário dos navegantes europeus da Idade Moderna. No Antigo Testamento, a imagem do Leviatã é retratada pela primeira vez no Livro de Jó, capítulo 41, descrevendo-o como o maior ou o mais poderoso dos monstros aquáticos. Foi considerado pela Igreja Católica durante a Idade Média, comoo demônio representante do quinto pecado, a Inveja, também sendo tratado com um dos sete príncipes infernais.
Leviatã também diz respeito a obra do cientísta político e jusnaturalista Thomas Hobbes. No livro, que foi escrito durante a Guerra Civil Inglesa ele defende um contrato social e o governo de um soberano absoluto. Hobbes escreveu que o caos ou a guerra civil - situações identificadas comoum estado de natureza, só poderia ser evitado por um governo central forte.

2- O que representa o LEVIATÃ?
Thomas Hobbes , em sua obra afirmava que a "guerra de todos contra todos" que caracteriza o então "estado de natureza" só poderia ser superada por um governo central e autoritário. O governo central seria uma espécie de monstro - o Leviatã - que concentraria todo o poder em torno de si,e ordenaria todas as decisões da sociedade.

3- Conceituar e explicar a Teoria Contratualista.
O primeiro filósofo moderno que articulou uma teoria contratualista detalhada foi Thomas Hobbes. Na obra Leviatã, explicou os seus pontos de vista sobre a natureza humana e sobre a necessidade de governos e sociedades.
O argumento básico de Hobbes era que, no estado natural, ainda que alguns homenspossam ser mais fortes ou mais inteligentes do que outros, nenhum se ergue tão acima dos demais por forma a estar além do medo de que outro homem lhe possa fazer mal. Por isso, nesse estado de natureza, cada um de nós tem direito a tudo, e uma vez que todas as coisas são escassas, existe uma constante guerra de todos contra todos.
No entanto, os homens têm um desejo, que é também em interessepróprio, de acabar com o estado de guerra, e por isso formam sociedades entrando num contrato social. De acordo com Hobbes, tal sociedade necessita de uma autoridade à qual todos os membros devem render o suficiente da sua liberdade natural, por forma a que um poder absoluto e centralizado possa assegurar a paz interna e a defesa comum. Este soberano deveria ser o Estado, uma autoridade inqüestionável,representado pela figura do Leviatã.

4- Por que o homem natural de Hobbes não é um selvagem?
o homem natural de Hobbes não é um selvagem. Deve ficar claro que a natureza do homem não muda com o correr do tempo, ao longo da história, isto é, a análise hobbesiana não é a da transformação da natureza humana, que seria impossível. É um estudo objetivo do homem como uma máquina natural, sujeito aoencadeamento de causas e efeitos, com apetites e aversões, como medo da morte violenta, mas que conserva a esperança da paz duradoura.
Hobbes compreende o homem como uma máquina natural, tendo como propriedades desejar e agir, em função do desejo, sendo os homens, no estado denatureza, potencias movidas pelo desejo. Contudo ele ao não vê o homem natural comoum selvagem, pois para Hobbes, anatureza humana não muda conforme o tempo, ahistória ou a vida social.

5- Como o homem é, naturalmente?
O homem, para Hobbes, é naturalmente opaco, belicoso e imutável. Opaco, por não ser possível saber seus desejos e intenções; belicoso porque, temendo que outro homem possa lhe fazer mal, ele tem o desejo de eliminar o outro; é imutável, pois a natureza do homem não é como o desejo, ou seja,passageiro, mas sim perpetua e imutável. Assim sendo, o homem é naturalmente competitivo e não pode viver em uma sociedade pacifica sem um contrato o qual assegure sua vida.

6- Por que a igualdade, tornam os homens inimigos?
A igualdade seria o fator que contribui para a guerra de todos contra todos, levando-os a lutar pelo interesse individual em detrimento do interesse comum. Obviamente, isso...
tracking img