Trabalho de historia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1446 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
APRESENTAÇÃO DA ATIVIDADE

Curso: Licenciatura em História
Código da Disciplina: D31-6
Nome da Disciplina: História do Brasil II
Natureza: Obrigatória
Polo de Apoio Presencial da UAB - Turma: Rio Verde GO.
01

Tutor Presencial: Cleidimar de Oliveira Melo
Tutor a Distância: Gisélia dos Santos Pereira Carmo
Cursista: Juscetulio Alves Lima

Etapa – Atividade
Unidade II
ED II
Períodopara atividade: 17/03 a 23/04/13
Pontuação: 4,0 pontos

Objetivos
Geral: Refletir sobre as especificidades da resistência escrava no Brasil da primeira
metade do século XIX.


Específicos:

• Compreender as formas de resistência escrava.

• Analisar a revolta dos malês.



Referências
Bibliografia
A bibliografia completa se encontra disponível no Plano de Ensino daDisciplina e no final do Manual da Disciplina História do Brasil -II.


Filmografia

Documentário: Historia do Brasil - Revolta dos Malês. Disponível em: . Acesso em: 04 mar. 2013.




Orientações
Estudo Dirigido

1- Ler com antecedência as páginas do manual referente à Unidade II - As resistências escravas (p. 37- 47).
2- Registrar e/ou destacar as partes mais importantes do texto.
3-Anotar as dúvidas e perguntá-las aos tutores, conforme o horário de atendimento e/ou ao professor formador no Fórum de Discussão;
4- Responder no espaço adequado do formulário as questões propostas do Estudo Dirigido – ED;
5- Revisar as questões respondidas.

Critérios de Avaliação
1. Concisão, clareza e rigor das respostas.
2. Adequação das respostas às perguntas.
3. Utilização da norma culta(norma padrão) da língua portuguesa.
4. Coesão e coerência das respostas.
5. Utilização nas respostas de elementos que denotem leitura direta dos textos estudados.

Elaboração da Atividade
1 - A partir dos extratos apresentados, elabore uma sinopse sobre as rebeliões escravas do século XIX . (1,0)

No século XIX, os estudiosos das raças afirmavam que o negro era o símbolo de atraso edegradação do país. Consideravam que a população negra era uma ameaça ao Brasil que nascia como nação. Chegavam a afirmar que não haveria de prosperar e se tornar “civilizada” uma nação constituída em sua maioria por “elementos de cor”.
Para ingressar no projeto de modernização, havia necessidade de compor uma nação alinhada aos padrões civilizados europeus. É dentro desse cenário que intelectuais epolíticos vão desenvolver seus projetos políticos de nação.

Ao longo do século XIX, o tema do negro livre ocupou um lugar importante no debate entre os estudiosos, parlamentares e escritores da época. É importante lembrar que um grande número de negros já vivia em liberdade nesse contexto. Os negros livres, mesmo miscigenados, eram tratados com desprezo e violência. Os libertos sofriamrestrições de sua liberdade através da lei. Havia vários itens de leis que contrariavam a Constituição de 1824 em aceitá-los como cidadãos.
Já no início do século XIX, o tema do negro e da escravidão provocara debates. No parlamento inglês pressionava-se para o fim do tráfico de negros na África. Como afirma a historiadora Célia Maria Marinho Azevedo, o Brasil independente herdaria as pressões da naçãoeuropeia mais poderosa. A sociedade também vai refletir sobre o fim da escravidão.
No final do século XIX, foram propostas diferentes soluções para o a questão do negro. De um lado, os abolicionistas afirmavam que era necessário integrar o negro na sociedade e defendiam que a sua regeneração seria possível através da educação e coação para o trabalho livre.

2 - Apresente um conceitosobre quilombo. (0,5)

Quilombo é um movimento amplo e permanente que se caracteriza pelas seguintes dimensões: vivência de povos africanos que se recusavam à submissão, à exploração, à violência do sistema colonial e do escravismo; formas associativas que se criavam em florestas de difícil acesso, com defesa e organização sócio-econômico-política própria; sustentação da continuidade africana...
tracking img