Trabalho de economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2176 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Definição de bens de capital, bens de consumo e bens intermediários.
Bens de consumo: são todos os itens destinados a satisfazer as necessidades humanas.
Exemplificando, são bens de consumo alimentos, roupas, cadeiras, televisões etc. 
Bens de capital: Bens de capital são bens que geram riqueza, daí nome "de capital". Um exemplo são as máquinas compradas por empresas ou indústrias, quefabricam outros bens com uso dessa máquina comprada.
Bens intermediários: bens intermediários são bens manufaturados ou matérias primas processadas que são empregados para a produção de outros bens ou produtos finais. 

Por exemplo, o lingote de aço, produto final numa siderúrgica, é um bem intermediário numa fábrica de autopeças, pois ele pode ser transformado em chassi, roda, etc., produtos estesque também são bens intermediários na fabricação de um veículo, que é o produto final acabado. 

Portanto, os produtos intermediários são insumos que em geral uma empresa compra de outra para a elaboração dos produtos de sua linha de especialidade. Até o produto final, a produção passa por uma cadeia de bens intermediários.

 ECONOMIA

Economia significa “ADMINISTRAR A CASA" ou, em um sentidomais amplo, “ADMINISTRAR A SOCIEDADE”.
Toda sociedade possui necessidades a serem satisfeitas e os recursos para provê-las, no entanto, enquanto as necessidades são ilimitadas e renováveis, os recursos são limitados.
Mas por que não podem satisfazer todas as necessidades? Porque os recursos existentes na sociedade são insuficientes, isto é, eles têm limites de disponibilidades, surge então oconceito de escassez. Ao deixar de satisfazer uma necessidade para suprir outra, temos o custo de oportunidades, esse custo pode ser interpretado como aquilo que você abre mão para ter outra coisa. Portanto, ao falar de custo de oportunidade estamos nos fazendo sempre o seguinte questionamento: o que eu poderia obter com esses recursos se decidisse emprega-los em outra atividade? E os recursos podemser: financeiros, de tempo, disponibilidade, esforço entre outros. A ciência econômica e considerada uma ciência social, por que estuda a organização e o funcionamento da sociedade. Os modelos utilizam o raciocínio matemático e as probabilidades estatísticas, o economista seleciona as variáveis mais relevantes á explicação da questão estudada por meio da probabilidade estatística e relacionam pormeio de métodos matemáticos. Outra explicação para as previsão é o fato de que a ciência econômica é uma ciência relativamente nova, se comparada com outras, como a física e a biologia. Por meio de testes estatísticos podemos selecionar as variáveis que sempre tiver mais importância para suas vendas. Existem dois tipos de argumentos: positivos e normativos temos ainda a relação da economia comoutras áreas, a saber:
ECONOMIA E SOCIOLOGIA – Objetivo de estudo a dinâmica da modalidade social. ECONOMIA E POLÍTICA – É utilizado para coisas distintas, mas na linguagem inglesa tem diferentes acepções.
ECONOMIA E HISTÓRIA – Acontecem em ambiente histórico. Dessa forma as ideias e teorias são formuladas deacordo com o acontecimento. ECONOMIA E GEOGRAFIA – Estuda o espaço territorial, regionais e políticos.
ECONOMIA E DIREITO – Está sujeito aos aspectos jurídicos definidos pelo direito. ECONOMIA, MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA – Estuda as técnicas matemáticas e probabilidades estatísticas nas relações entre as variáveis.ECONOMIA E PSCOLOGIA – Analisa o comportamento da mente e o comportamento humano em suas relações.
ECONOMIA, FÍSICA E BIOLOGIA – Os primeiros estudiosos a se dedicarem ao estudo da economia e, por tanto, iniciar a construção da ciência econômica.
As divisões da ciência econômica:
MICROECONOMIA, MACROECONOMIA, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ECONOMIA INTERNACIONAL.

PRECURSORES DA TEORIA ECONOMICA...
tracking img