Trabalho de ecologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1316 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL
Polo de são Francisco de Paula, RS.

Bacharelado em Gestão Ambiental

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA

Edson Ronei de Oliveira

Abril de 2013
* 1 – EXPLIQUE, FAZENDO REFERÊNCIA A UMA VARIEDADE DE ORGANISMOS ESPECÍFICOS, COMO A QUANTIDADE DE ÁGUA EM HÁBITATS DIFERENTES PODEM DELIMITAR AS CONDIÇÕES PARA ESSESORGANISMOS, OU SEU NÍVEL DE RECURSO, OU AMBOS.

Como as reservas de água escasseiam a temperatura do corpo pode subir rapidamente. Mesmo onde a perda de água não é um problema, como entre organismos aquáticos, por exemplo, a morte é geralmente inevitável se as temperaturas forem mantidas por longo período acima de 60ºC. As exceções, termófilos, são principalmente fungos especializados e arqueobactérias.Um desses organismos, Pyrodictium occultum, pode viver a 105ºC – algo que só é possível porque, sob a pressão da profundidade oceânica, a água não entra em ebulição naquela temperatura.

2 – DISCUTA A SEGUINTE AFIRMAÇÃO: “UM LEIGO PODE DESCREVER A ANTÁRTICA COMO UM AMBIENTE EXTREMO, MAS UM ECÓLOGO JAMAIS DEVERIA PROCEDER ASSIM”

Um leigo pode considerar as condições ambientais da Antárticasendo um ambiente extremo, pois é uma consideração feita de um ponto de vista pessoal de uma pessoa então no primeiro momento ela vai pensar nela habitando a Antártica. Já um ecólogo não pensa assim, pelo menos não deveria pensar. Um ecólogo deve pensar em todo o ecossistema, a Antártica pode ser um ambiente extremo para os humanos, mas para alguns animais como, por exemplo, para os pinguins aAntártica é um ambiente adequado. Sendo que dentro do devido assunto pode existir uma infinidade de pontos de vista.

3 – OS ORGANISMOS ECTOTÉRMICOS E ENDOTÉRMICOS DIFEREM EM QUE ASPECTOS E EM QUE ASPECTOS ELES SÃO SEMELHANTES?

Os organismos ectotérmicos contam com fontes externas de calor para determinar o ritmo do seu metabolismo . Os organismos endotérmicos regulam sua temperatura corporalproduzindo calor dentro do seu corpo. A distinção entre ectotérmicos e endotérmicos não é absoluta. Alguns ectotérmicos típicos, como os insetos, podem controlar a temperatura corporal por meio de atividades musculares, por exemplo, agitando os músculos do voo. Alguns peixes e répteis podem gerar calor por períodos limitados e mesmo algumas plantas podem usar a atividade metabólica para elevar atemperatura de suas flores. Por outro lado, alguns endotérmicos típicos, como ratos – silvestres, ouriços-cacheiros e morcegos, permitem uma queda corporal e quase não se distinguem dos seus vizinhos quando eles são hibernados.

4 – APRESENTE EXEMPLOS DE ANIMAIS E VEGETAIS, COMPARANDO AS RESPOSTAS DE TOLERANTES E EVITADORES A VARIAÇÕES SAZONAIS EM CONDIÇÕES E RECURSOS AMBIENTAIS

Ervas daninhasanuais do deserto é um vegetal da classe dos evitadores. Sua atividade fotossintética é concentrada nos períodos que elas podem manter um balanço hídrico positivo. No restante do ano, elas permanecem dormentes, como sementes, em um estágio que não requer fotossíntese nem transpiração. Já os pinheiros são exemplos de plantas tolerantes, desenvolvem uma estratégia diferente, produzindo folhas de vidalonga que transpiram lentamente ( tendo estômatos em pequenas quantidades e em cavidades) Elas toleram a seca, mais evidentemente sua fotossíntese é mais lenta. Essa planta sacrificou a sua capacidade de alcançar uma fotossíntese rápida quando a água é abundante, mas se tornam aptas à fotossíntese a um nível baixo durante as estações.
No caso dos animais A raposa do ártico é um animal tolerantepor ter a pelagem mais espessa e branca no inverno, e mais fina e marrom no verão. Já a andorinha–do-mar do Ártico a cada ano migra da região Ártica para a Antártica, experimentando somente os verões polares, sendo assim um animal evitador.

5 – DESCREVA COMO INTERAGEM AS EXIGÊNCIAS DAS PLANTAS PARA AUMENTAR A TAXA DE FOTOSSÍNTESE E PARA DIMINUIR A TAXA DE PERDA DE ÁGUA. DESCREVA TAMBÉM AS...
tracking img