Trabalho de conclusao de curso faculdades padrao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1603 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
2. REFERENCIAL TEÓRICO

2.1. ANÁLISE DA EVOLÇÃO DO EMPREENDEDORISMO
Marco Pólo - Dornelas (2005). Tentou estabelecer uma rota comercial para o Oriente. Marco pólo assina um contrato com um homem que possuía muito dinheiro para vender as mercadorias dele Enquanto o capitalista assumia o risco de forma passiva, o empreendedor aventureiro assumia papel ativo, correndo todos os riscos físicos .Idade Média - O termo empreendedor foi utilizado para definir aquele que gerencia grandes projetos de produção. Esse indivíduo não assumia grandes riscos, apenas gerenciava os projetos utilizando os recursos disponíveis, proveniente do governo do país, ( DORNELAS 2005 p.29).
Século XVII - o termo “empreendedorismo” (entrepreneurship) surgiu na frança e foi registrado em pelo economista eescritor francês (Richard Cantillon), era empreendedor pessoas que assumiam riscos e compravam matérias-primas (DORNELLAS 2005 P. 29) os quais estabeleciam um acordo contratual com o governo para realizar algum serviço ou fornecer produtos a população explicando-se de comprar algo por um determinado preço e vendê-lo em um regime de incertezas.
Século XVIII- Já Jean Baptiste Say ampliou essa definiçãono século seguinte Relacionando empreendedorismo que para ele e àquele que “transfere recursos econômicos de um de um setor de produtividade baixa para uma mais elevada e de maior rendimento” convencendo que quem abre seu próprio negócio é um empreendedor, que são pessoas que visam o crescimento econômico, diversificando e criando novas ideias e as executando com talento. Neste século ocapitalismo e o empreendedor foram finalmente diferenciados, provavelmente devido ao da industrialização que ocorria no mundo revolução industrial. Exemplo: Thomas Edison. (DORNELAS, 2005,P. 30) PROCURAR OUTRO AUTOR
E neste século teve inicio a revolução industrial que geraram mudanças nos processos produtivos o que era manufaturado passa a ser industrializado. O Homem passou a ser visto com uma máquina enão como gente, (LEITE, 2000).
Séculos XIX e XX- No Final do século XIX e Inicio do século XX, o empreendedorismo têm contribuído para as ciências sociais, e direcionado a inovação e promovendo desenvolvimento econômico mas empreendedores eram confundidos com administradores por executarem as mesmas funções: organizar, planejar, dirigir e controlar a empresa tudo que se desenvolveinternamente visado o lucro. (CHIAVENATO 1999).

Ao chegar, Schumpeter, no séc. XX, foi em França que se expandiu o estudo do empreendedorismo, enquanto os anglo-saxónicos o ignoravam Gonçalves, 2000. O conceito de Joseph Schumpeter economista austríaco define o empreendedor como reforma ou revoluciona o processo “criativo-destrutivo” do capitalismo por meio do desenvolvimento tecnológico, o real papelda inovação eles são agentes de mudança econômica.
Na teoria marxista só existem o capitalista e o trabalhador, não se reconhece qualquer papel ao empreendedor que cria as empresas e centra- se toda a análise nos dois fatores de produção clássicos, o capital e o trabalhador e na repartição do lucro(Dominguez, 2002).
Mas no inicio do século XX, o estudo do empreendedorismo ganha um alentoembora continuasse baseado na premissa de que era de que um assunto distinto da gestão das organizações Coulter, 2003 até que Schumpeter publicou os seus primeiros trabalhos de maior atenção ao tema.

Posteriormente, Peter Ferdinand Drucker, considerado o pai da administração moderna descreve os empreendedores como aqueles que aproveitam as oportunidades para criar mudanças. Os empreendedores nãodevem se limitar aos seus próprios talentos pessoais e intelectuais, mas mobilizar recursos externos, valorizando a interdisciplinaridade do conhecimento e da experiência para alcançar seus objetivos.
O empreendedor tem um novo olhar sobre o mundo à medida que presencia a evolução. Valoriza suas experiências, seu valor, tomando decisões e decisões acertadas. Abre novas trilhas explora novos...
tracking img