Trabalho de antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
GREGERSEN, Edgar. "Sexo: a perspectiva antropológica". In: Práticas sexuais. São Paulo: Ed. Rocco, 1983. Capítulo I. De acordo com o autor, o sexo começou há mais de 2.000.000 de anos, como uma formade adaptação biológica que aos poucos tornou-se um ponto de convergência para os códigos sociais e morais específicos de cada sociedade. As mudanças ocorridas na sociedade ocidental aconteceram,segundo Gregersen, a partir de uma quebra na divisão sexual do trabalho e da difusão da contracepção. Dentre as diversas formas de adaptação desenvolvidas a partir do início da vida humana na terra, osexo pode ser considerado a melhor sucedida. Através dos tempos desenvolveu-se uma grande diversidade de comportamentos e ideais, refletidos nas sociedades que originaram. Em consequência disso, nota-seuma variação no que diz respeito às atividades sexuais. Para Gregersen, esta vinculação entre o biológico e o cultural justifica a necessidade de uma abordagem antropológica da questão. Ele dá algunsexemplos do tratamento que é dado à menstruação e à paternidade em algumas sociedade, destacando as especificidades de cada uma delas. Nos grupos onde os casamentos tornaram-se mais tardios (como noTepoztlán, México), essa crença foi desfeita, porém, os mais velhos insistiam em sustentá-la. O autor cita nomes de alguns povos que negam a necessidade do homem para a procriação: os Aranda daaustrália, os trobriandeses, os yapese da Meronésia e os buka das Ilhas Solomon, no Pacífico. Entre os yanomamo, acredita-se que para o bebê nascer mais forte, a mãe deve copular com muitos homens durante agravidez. Já os mam da Guatemala acusam de adultério a mulher que após copular com seu marido por dois ou três anos não engravidou. O fato seria comprovado pela crença de que muitas cópulas impediriama concepção. Outras sociedade acreditam que a existência de gêmeos seria a prova do adultério. Entre os kubeo do Brasil acredita-se que se uma mulher grávida copular durante a gravidez, acumulará...
tracking img