Trabalho de ética

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2953 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – Puc - Rio Departamento de Serviço Social Disciplina: CRE 1162 - Ética Profissional

ÉTICA PROFISSIONAL

Por:

Roberta Silva de Abreu

Introdução

Este trabalho tem o objetivo de fazer um levantamento sobre as propostas de governo de um candidato a cargo público nas eleições de 2006 e relacionar com os princípios do Código de ÉticaProfissional do Assistente Social. Primeiramente pretendo apresentar, de forma simplificada, alguns conceitos sobre. Em seguida serão apontadas algumas análises sobre as propostas de campanha e os princípios do Código de Ética e por fim as considerações finais.

A política e as políticas O termo política é derivado do grego antigo - politeía -, que indicava todos os procedimentos relativos àpólis, ou cidade-Estado. Por extensão, poderia significar tanto Estado quanto sociedade, comunidade, coletividade e outras definições referentes à vida urbana. Mas no uso trivial, vago e às vezes um tanto pejorativo, política é usado como substantivo ou adjetivo, que compreende as ações, comportamentos, intuitos, manobras, entendimentos e desentendimentos dos homens (os políticos) para conquistar opoder, ou uma parcela dele, ou um lugar nele: eleições, campanhas eleitorais, comícios, lutas de partidos etc. Aurélio Ferreira (1975) define como: (a) ciência dos fenômenos referentes ao Estado – Ciência política; (b) sistema de regras respeitantes à direção dos negócios públicos; (c) arte de bem governar os povos; (d) conjunto de objetivos que informam determinado programa de ação gorvenamental econdicionam a sua execução; (e) principio doutrinário que caracteriza a estrutura

constitucional do Estado; (f) Posição ideológica a respeito dos fins do Estado; (g) habilidade no trato das relações humanas, com vista à obtenção dos resultados desejados; (h) habilidade, astúcia, ardil, esperteza e outros. Para Wolfgang Maar (1994) a palavra política desperta múltiplas facetas, mas ressaltaindiscutivelmente uma destas, que a face do “poder político”, ou a “esfera da política institucional” 1.

1

MAAR, 1994 p. 10

2

Maar considera ainda, que é necessário fazer uma distinção entre (a) o valor político imediato - que tema pretensão de interferir diretamente na estrutura do poder institucional, como por exemplo, o comício pelas eleições diretas para a presidência da republica – e(b) o valor político não diretamente institucional – que está relacionado ao movimento sindical, passeata de estudantes, que não interferem diretamente na estrutura do poder institucional. Este último valor gera algumas confusões, pois a palavra política esta sendo banalizada por um expressivo grupo da sociedade. E que por muitas vezes é entendida apenas como um direito de votar e ser votado e a umperíodo determinado - campanhas eleitoras- e que de certo modo reduz o seu significado a um espaço e a um tempo pré-definidos para que o cidadão exerça uma atividade política. Cabe destacar que é preciso desmistifica este conceito reducionista e tornar claro que o cidadão a todo instante exerce uma atividade política. Neste sentido aproprio-me de Maar que distingue os valores e afirma que mesmonão interferindo diretamente na estrutura política, também é viável se fazer uma política, como mostra a citação a seguir:
De modo análogo, a Igreja, mesmo mão sendo uma instituição política – prerrogativa do Estado secularizado-, sempre sustenta a proposta de fazer política, oferecendo um nível de atuação em que procura traduzir anseios e interesses sociais. Ela não pretende o poder institucional– o governo-, mas um poder político. (MAAR, 1994 p. 13)

Outro autor interessante é MAQUIAVEL (apud CHEVALLIER, 1982), que foi mal interpretado ao escrever sua principal obra, O PRÍNCIPE, criou um "manual da política", que pode ser interpretado de muitas maneiras diferentes. Talvez por isso sua frase mais famosa: -"Os fins justificam os meios” interpretada até hoje. Ao escrever O Príncipe,...
tracking img