Trabalho como fonte de estresse e frustração

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1870 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A presente atividade tem o objetivo de discutir os principais problemas encontrados nas organizações que podem determinar a transformação do trabalho em uma fonte de estresse e frustração.

Veremos ainda como as modernas políticas de gestão de pessoas podem contribuir para reverter essa situação.

Problemas causadores de estresse e frustração no trabalho
De acordo comGuimarães (2000), o estresse ocupacional ocorre quando há a percepção, por parte do trabalhador, da sua incapacidade para realizar as tarefas solicitadas, o que provoca sofrimento, mal-estar e um sentimento de incapacidade para enfrentá-las.

Assim, o estresse ocupacional é provocado pelos problemas ocasionados no trabalho e representa uma das principais manifestações de que algo não vai bem.
Um númeromuito grande de fatores desencadeadores de estresse pode ser detectado.

Esses fatores podem ser o medo de fracassar, cansaço físico e emocional, viagens, prazos fatais etc. Ainda, por apoio inadequado das pessoas que o cercam, sensação de ser mal interpretado ou não apreciado, orientação ou gerenciamento inadequado de seus superiores. E, também, por ambientes de trabalho altamentecompetitivos, não reconhecimento do trabalho executado ou falta de compreensão clara de como conduzir-se no ambiente.

Araújo Couto (1980), nos mostra uma lista dos fatores ligados às condições de trabalho em uma empresa, que podem frustrar os colaboradores e desencadear o estresse:

Chefia insegura: o indivíduo vulnerável que tem entusiasmo excessivo ou insegurança latente, ou ainda nível intelectualmais alto, vai encontrar-se diante de um agente agressivo se ele percebe um chefe inseguro. A tendência será subvalorizar as ordens do chefe, o que provocará insatisfação no trabalho.

Responsabilidade mal delegada: delegar tarefas sem identificar se o empregado está preparado ou mesmo confundir delegação com transferência de responsabilidade.

Bloqueio de carreira: às vezes, a promoção de umfuncionário pode gerar um bloqueio muito grande em outro que trabalhe na mesma função e seja igualmente competente. Se a promoção do primeiro não for devidamente justificada pela chefia, pode acontecer que um bom funcionário se transforme em indivíduo insatisfeito, injustiçado e frustrado.

Conflito entre chefias: é o caso de chefias cujos pensamentos não estão bem identificados e isso é percebidopelos funcionários. Os que são vulneráveis se sentirão inseguros.

Falta de correlação adequada entre capacidade, responsabilidade e salário: é um dos agentes agressivos mais comuns no trabalho e pode ser evitado ou diminuído por uma avaliação de desempenho adequada. Os estudos de administração de pessoal têm mostrado que o indivíduo somente estará satisfeito se a responsabilidade que lhe éatribuída no serviço estiver no mesmo nível de sua capacidade e se o salário for proporcional.

Falta de motivação no trabalho: é um agente agressivo que acomete praticamente todos os trabalhadores em estresse negativo. Geralmente, o trabalhador passa por uma sensação de inutilidade. Quando existe motivação, a pessoa trabalha melhor; sente que é importante no trabalho e que está ajudando aconstruir a empresa.

Relações humanas inadequadas: o problema das relações humanas inadequadas como agente agressivo existe em dois sentidos: vertical e horizontal. No mundo de hoje, as relações inadequadas na vertical (por parte dos chefes) ainda é mais importante do que na horizontal (entre os colegas de trabalho). Porém, na tendência atual de se procurar utilizar os trabalhos de equipe, as relaçõeshumanas na horizontal adquirem uma importância gradualmente maior.

Fatores ligados ao ambiente físico: o alto nível de ruído, a má-iluminação, o calor excessivo, todos esses fatores podem atuar como agressores e desencadear o estresse.

A essa lista de fatores podemos acrescentar ainda como fatores frustrantes ou desencadeadores de estresse: a sensação de não participação em decisões...
tracking img