Trabalhadores do comércio informal de chapadinha: luta e resistência pela sobrevivência.

Páginas: 8 (1782 palavras) Publicado: 13 de abril de 2011
Faculdade do Baixo Parnaíba.
Curso: Licenciatura Plena em Letras/Português 1º Período.
Disciplina: Metodologia do Trabalho Científico.
Docente: Robison Pereira.
Discentes: Jassynara, Jéssyca, Márcio André, Marília.

TRABALHADORES DO COMÉRCIO INFORMAL DE CHAPADINHA: luta e resistência pela sobrevivência.

Projeto de pesquisa apresentadopara a disciplina de Metodologia
do Trabalho Cientifico, do Curso
de Licenciatura Plena em Letras.
Na Faculdade do Baixo Parnaíba
Orientação do prof. Robison Pereira.

Chapadinha – MA2009
Sumário.........................................................................................................Pág.
1.0 Introdução...................................................................................................01
2.0 Problema.....................................................................................................02
2.1Hipótese......................................................................................................02
3.0 Objetivos .....................................................................................................03
3.1 Objetivo Geral..............................................................................................03
3.2 ObjetivoEspecifico......................................................................................04
4.0 Justificativa..................................................................................................05
5.0 Referencial Teórico......................................................................................06
6.0 Metodologia.................................................................................................07
7.0Cronograma.................................................................................................08
7.1 Recursos......................................................................................................09
8.0 Referências..................................................................................................10

1.0. Introdução:

O presente objeto de estudo visa analisar osprocessos de ocupação e redefinição dos espaços públicos por trabalhadores do comércio informal de Chapadinha, tendo como lógica a apropriação destes espaços pelos mesmos que lá exercem uma atividade informal, sobretudo na Praça da Bíblia. Criando assim tensões em diferentes esferas e níveis, já que no momento em que se apropriam da praça pública alteram, modificam todo um paradigma alicerçado com umcontra uso que é estabelecido por disputas e resistências e ainda uma luta temente sua sobrevivência.
Este projeto partiu de um levantamento das relações sociais, observadas naquele local, levando em conta várias leituras realizadas a respeito do tema abordado.
Historicamente, a apropriação de praças e/ou logradouros públicos por trabalhadores informais são definidas pela concentraçãode repartição pública, centros comerciais e grandes movimentos de pessoas de diferentes classes econômicas. Essas formas de apropriação são algumas vezes permitidas ou “cedidas” aos trabalhadores em forma de acordos, troca de favores entre políticos, assessores e trabalhadores.

01
Tema: TRABALHADORES DO COMÉRCIO INFORMAL DE CHAPADINHA.

2.0. Problema:

Tendo em vista esse tópico,analisa-se: Por que há um grande número de pessoas que utilizam a Praça da Bíblia para vender produtos variados?

2.1. Hipótese:

A secretaria municipal de urbanismo vem fazendo inúmeras intervenções baseadas na lei 9.342/99 (proíbe a utilização de logradouros e praças públicas para a atividade comercial), no sentido de banir, ou pelo menos remanejar deste local os comerciantes...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • a luta pela sobrevivencia
  • Comércio Informal
  • Familia cotidiano e a luta pela sobrevivência
  • A LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA Crianças Abandonadas
  • Projeto sobre Trabalhadores informais
  • comercio informal e aquele praticado ilegalmente
  • Comercio formal e informal
  • A influência do turismo para o comércio informal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!