Toyotismo

SUMÁRIO




1- INTRODUÇÃO


2- APLICAÇÃO DO SISTEMA TOYOTISTA



3- CONCLUSÃO4. BIBLIOGRAFIA



5- ANEXOS








1-INTRODUÇÃOApós o desenvolvimento do Fordismo (vide anexo A) no início do século XX, o Japão se encontrou em um cenário totalmente desfavorável à implementação desse sistema de produção. Acaracterística principal é a produção em massa, havendo a necessidade de enormes investimentos e uma grande quantidade de mão de obra. Entretanto, o Japão tinha apenas um pequeno mercado consumidor e também nãopossuía uma grande quantidade de matéria prima, tornando impossível a prática do sistema fordista de produção em massa.

O engenheiro Japonês Eiji Toyoda visitou uma indústria automotiva emDetroit, dirigida pelo sistema Fordista, onde o fluxo normal era produzir primeiro e vender depois. Foi então que, ao avaliar a estrutura desta empresa, Toyoda percebeu que o Japão não teria condições deutilizar desta forma de produção.


Com todos esses problemas, juntamente com uma crise pós Segunda Guerra Mundial em que o país se encontrava, o Japão se sentiu obrigado a desenvolver um novosistema de produção e assim adotou-se o Toyotismo.







2 – APLICAÇÃO DO SISTEMA TOYOTISTA


Contando com essas informações, foi necessário modificar o sistema americano deprodução. Buscando soluções para esse paradigma, Toyoda e seu especialista em produção Taiichi Ohno, iniciaram um processo de mudanças. Entre as novas técnicas implantadas, está a possibilidade de alterar asmáquinas rapidamente durante a produção, ampliando assim a variedades de produtos ofertados. Essa passou a ser a essência do modelo Japonês de produção.
Elaborado pelo Taiichi Ohno, (vide...