Toxoplasose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1300 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Toxoplasma gondii

Toxoplasmose

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Toxoplasma gondii
É o agente etiológico da Toxoplasmose.

IMPORTÂNCIA:
Altamente prevalente no mundo; Pode provocar doença congênita grave;

Importante causa de doença oportunista em pacientes infectados pelo HIV; Causa comum de uveíte podendo levar à perda davisão.

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

características
• • • Parasita intracelular obrigatório, eurixeno; Classificação: esporozoário pertencente ao filo Apicomplexa – classe Sporozoa; Hospedeiros: é uma zoonose de felinos porém infecta inúmeros vertebrados inclusive o Homem – heteroxeno.

Felinos – Definitivo Mamíferos e aves -Intermediário

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

características
• Morfologia e habitat  Tecidos e células (exceto hemácias) e líquidos orgânicos;
 formas infectantes: taquizoítos, bradizoítos e esporozoítos (possuem complexo apical) ;  forma de resistência: oocisto;

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – UniversidadeFederal do Rio de Janeiro

Morfologia
4 a 8 µm
Retículo endoplasmático rugoso

Grânulo denso

Golgi

Apicoplasto
Micronema

2 a 4 µm

núcleo

conóide

roptrias Mitocôndria

- Ultraestrutura do taquizoíta

Complexo apical: •Anéis polares – são dois, permitem a passagem do conteúdo parasitário •Conóides – definem a extremidade apical e têm motilidade •micronemas – organelassecretoras, auxiliam na adesão e invasão celular •roptrias – organelas secretoras, auxiliam na invasão •grânulos densos – organelas secretoras, necessárias para multiplicação do Rio de Janeiro Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal

Morfologia

taquizoítas

bradizoítas

taquizoítas

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federaldo Rio de Janeiro

Morfologia
taquizoítos

Cisto tecidual

Oocisto imaturo

Oocisto maduro

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Transmissão
Três vias principais:

 Ingestão de oocistos – alimentos ou água contaminadas ou disseminados por moscas, baratas, etc;
Ingestão de cistos encontrados em carne crua ou mal cozida (porcoe carneiro); Congênita ou transplacentária.

Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Ciclo vital do Toxoplasma
Desenvolve-se em duas fases: . assexuada – nos linfonodos e tecidos de todos os hospedeiros .sexuada ou coccidiana – no epitélio intestinal dos felídeos

Hospedeiro definitivo 3 dias

Oocisto não esporulado é eliminado nasfezes

21 dias
cisto no tecido do hospedeiro intermediário ingestão Taquizoítas transmitidos pela placenta

±2 a 5 dias

esporocistos contendo esporozoítas

água e alimento contaminado

ingestão água e solo

Hospedeiros intermediários

oocistos esporulados

infecção do feto Profa. Marise S. Mattos – Curso de Protozoologia – Universidade Federal do Rio de Janeiro

esporozoítastaquizoítas

bradizoítas

INGESTÃO HOMEM EPITÉLIO INTESTINAL FELINO

Penetração em diversos tipos de células
formação de vacúolos citoplasmáticos multiplicação sucessiva intravacuolar

formação de anticorpos e imunidade celular

FASE CRÔNICA DA DOENÇA
Formação de CISTOS teciduais compostos de BRADIZOÍTAS

rompimento da célula com liberação de TAQUIZOÍTOS
Disseminação linfática ehematogênica

Desaparecimento dos parasitas circulantes

Desenvolvimento de imunidade

Profa. Marise Mattos – Curso Morte Rio de Janeiro FASE AGUDA DAS.DOENÇAde Protozoologia – Universidade Federal do do hospedeiro

esporozoítas

taquizoítas

bradizoítas

INGESTÃO EPITÉLIO INTESTINAL Oocisto maduro FELINO

ELIMINAÇÃO COM AS FEZES

Penetração nas células epiteliais do intestino...
tracking img