Toxoplasmose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2002 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TOXOPLASMOSE

Camaçari-BA. Junho de 2011

ORIGEM
1908:


Charles Nicolle e Louis Manceaux encontraram o parasita no fígado do roedor africano Ctenodactylus gundi e chamaram-no de Leishmania gondii;
BRASIL: Alfonso Splendore isolou o parasita de coelho morto por paralisia em São Paulo, nomeando-o Toxoplasma cuniculi).

Charles Jules Henry Nicolle (1866-1936)



Alfonso Splendore(1871-1953)

CONCEITO


É uma doença infecciosa não contagiosa, causada pela ação de um protozoário. Uma zoonose cosmopolita, universal, ubíqua.



CONCEITO


O quadro clínico assintomática até extremamente graves.

é

variado, desde infecção manifestações sistêmicas



Acomete todos os vertebrados de sangue quente (mamíferos e aves); Seus hospedeiros definitivos são osmembros da família dos Felídeos, principalmente o gato doméstico;





Por isso, é popularmente conhecida como “Doença do Gato”;

EPIDEMIOLOGIA
Qualquer idade, sexo e raça.  Ubíquo: em seres humanos, animais e pássaros,  70% a 95% da população adulta mundial é soropositiva: EUA: 3 - 55%; França: 80%; Brasil: 54% (CO) a 75% (N).


EPIDEMIOLOGIA


Esporádica, mas pode ocorrerepidemias, devido à ingestão de carne crua ou água contaminada



Surtos no BRASIL:
Santa Isabel do Ivaí/PR – 2002 (462 casos) Santa Vitória do Palmar/RS – 2005 (10 casos) Anápolis/GO – 2006 (168 casos) Goiânia/GO – 2006 (11 casos)

EPIDEMIOLOGIA
Fatores de risco e contaminação:  Hospedeiro portador de imunossupressão celular;  Transmissão transplacentária de trofozoítas;  Raramentetransmitida por transfusão de sangue;  Ingestão de alimentos contaminados.

EPIDEMIOLOGIA

AGENTE ETIOLÓGICO: Toxoplasma gondii
IMPORTÂNCIA:
 

Altamente prevalente no mundo; Pode provocar doença congênita grave;



Importante causa de doença oportunista em pacientes infectados pelo HIV; Causa comum de uveíte podendo levar à perda da visão.



Toxoplasma gondii -Características
 

Parasita intracelular obrigatório, heteroxeno Classificação: esporozoário pertencente Apicomplexa – classe Sporozoa ao filo



Hospedeiros: é uma zoonose de felinos (definitivos) porém infecta inúmeros vertebrados inclusive o Homem (intermediários)

Morfologia:  formas infectantes: taquizoítos, bradizoítos e esporozoítos (possuem complexo apical)  forma de resistência: oocisto formas do ciclo sexuado – gametócitos , gametas, zigoto (no felino)


T. gondii – Formas Evolutivas
TAQUIZOÍTOS  Ciclo assexuado multiplicação rápida em células (h. intermediários), característica da infecção aguda;  Forma resistente do parasito e transmitida verticalmente (gestação);  Parasito vulnerável aos fármacos.

T. gondii – Formas Evolutivas
BRADIZOÍTOS  Reprodução lenta,presentes nas infecções congênita e crônica ou assintomáticas.  Agrupam-se no interior de cistos teciduais localizados na musculatura e no SNC dos hospedeiros intermediários.  Grande tropismo pelo cérebro, retina, músculos esqueléticos e cardíacos (céls. estáveis).

T. gondii – Formas Evolutivas
OOCISTOS (ciclo sexuado do parasita)
• Apenas no trato gastrointestinal dos h. definitivos(felídeos); • São eliminados nas fezes (não esporulados), tornando-se infectantes após a esporulação no m. ambiente  3-5 dias, sob condições favoráveis. • Após esporulação  oocistos com 2 esporocistos, contendo cada um 4 esporozoítos  pode permanecer viável no meio ambiente por até um ano e meio.

T. gondii – Ciclo Evolutivo
Oocisto fecal

Cisto tecidual

Acidentes laboratoriais

CistoTecidual

Via transplacentária

Transplante de órgãos

Transfusão sanguínea

T. gondii – C. Evolutivo/Fase Assexuada
esporozoítas taquizoítas bradizoítas

INGESTÃO HOMEM EPITÉLIO INTESTINAL FELINO

Penetração em diversos tipos de células formação de vacúolos citoplasmáticos

formação de anticorpos e imunidade celular

FASE CRÔNICA DA DOENÇA
Formação de CISTOS teciduais compostos...
tracking img