Toxinologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Toxinologia é a ciência que estuda as toxinas, dos microorganismos, das plantas e dos animais suas caracteristicas, formação, função, metabolismo, etc.
Distingue-se da toxicologia por abordar um segmento específico dos venenos ou tóxicos, isto é substancias que produzem um efeito nocivo sobre o organismo.
Entre os agentes tóxicos produzidos por animais podemosdestacar: a toxina botulínica produzida pela bactéria Clostridium botulinum, causadora do botulismo; os venenos de alguns insetos como a Lonomia obliqua (taturana ou lagarta de fogo); abelhas tipo Apis mellifera; alguns peixes tetraodontiformes ou baiacus; algumas espécies de anuros em especial o Phyllobates terribilis, o sapo do veneno de flecha e as conhecidas e temidas serpentes.Observe-se que todo veneno ou substancia tóxica pode ser mais ou menos nocivo a um organismo a depender da relação entre a dose e o tamanho do organismo, bem como, em relação a susceptibilidade alérgica deste associada à experiências anteriores de exposição. As propriedades tóxicas dos venenos animais e vegetais tem sido pesquisados não só para se desenvolver antídotos ou métodos de tratamento mastambém para se isolar os componetes ativos que podem ser utilizados como medicamentos a exempo dos utilizados na apiterapia ou como vacina do sapo, entre outros.

ESCORPIONISMO

Acidentes envolvendo escorpiões são de grande importância por causa da freqüência com que ocorrem e da sua potencial gravidade, principalmente em crianças picadas pelo Tityus serrulatus.

Ação do veneno

A ainoculação do veneno bruto ou de pequenas frações ocasiona instantaneamente dor local e efeitos complexos nos canais de sódio, produzindo despolarização das terminações nervosas pós-ganglionares, com liberação de catecolaminas e acetilcolina. Estes mediadores determinam o aparecimento de manifestações orgânicas decorrentes da predominância dos efeitos simpáticos ou parassimpáticos.

Quadroclínico

No Brasil a espécie Tityus serrulatus são mais graves que os produzidos por outras espécies de Tityus no Brasil. A dor no local da ferroada pode ser acompanha de formigamentos. Nos acidentes moderados e graves, principalmente em crianças, após intervalo de minutos até três horas, podem surgir manifestações sistêmicas. Sendo as principais:
a)Gerais: hipo ou hipertermia e sudoreseprofusa.
b)Digestivas: náuseas, vômitos, sialorréia e, mais raramente, dor abdominal e diarréia.
c)Cardiovasculares: arritmias cardíacas, hipertensão ou hipotensão arterial, insuficiência cardíaca congestiva e choque.
d)Respiratórias: taquipnéia, dispnéia e edema pulmonar agudo.
e)Neurológicas: agitação, sonolência, confusão mental, hipertonia e tremores. O encontro de sinais e sintomasmencionados impõe a suspeita diagnóstica de escorpionismo, mesmo na ausência de história de picada e independente do encontro do escorpião.
A gravidade depende de fatores, como a espécie e tamanho do escorpião, a quantidade de veneno inoculado, a massa corporal do acidentado e a sensibilidade do paciente ao veneno. Influem na evolução o diagnóstico precoce, o tempo decorrido entre a picada e aadministração do soro e a manutenção das funções vitais.
Com base no grau das manifestações clínicas, os acidentes são classificados em:
a) Leves: somente dor no local da picada e, às vezes, parestesias.
b) Moderados: dor intensa no local da picada e manifestações sistêmicas do tipo sudorese discreta, náuseas, vômitos ocasionais, taquicardia, taquipnéia e hipertensão leve.
c) Graves: alémdos sinais e sintomas já mencionados, apresentam uma ou mais manifestações como sudorese profusa, vômitos incoercíveis, salivação excessiva, alternância de agitação com prostração, bradicardia, insuficiência cardíaca, edema pulmonar, choque, convulsões e coma.
Os óbitos estão relacionados a complicações como edema pulmonar agudo e choque.

Tratamento
Sintomático:
Administração por...
tracking img