Toxicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE VIGILÂNCIA AMBIENTAL EM SAÚDE Edifício sede da FUNASA SAS quadra 04 bloco N sala 1000 70.058-902 Brasília-DF Tel. 314-6404/6557

Relatório de Assessoria Técnica concedida à Coordenação Regional da Bahia (CORE- BA) no Município de Feira de Santana – BA / 2003 Data da assessoria: 28 de novembro de 2003 Atendendosolicitação da Divisão de Vigilância Epidemiológica (DIVEP)/Coordenação Regional da Bahia (CORE-BA)/ Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), a Coordenação Geral de Vigilância Ambiental em Saúde (CGVAM) realizou assessoramento técnico ao município de Feira de Santana – BA. A assessoria técnica teve como objetivo verificar a existência de passivo ambiental proveniente de inseticidas armazenados e manipulados noalmoxarifado da antiga Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (ex-SUCAM), no local onde funciona atualmente o Setor Administrativo da FUNASA (Setor de Saneamento - Pólo Base) no município de Feira de Santana – BA. A assessoria foi realizada no dia 28 de novembro de 2003, com a participação de dois técnicos da CGVAM, uma técnica da Diretoria de Vigilância Sanitária do estado da Bahia(DIVISA-BA), duas funcionárias da CORE-BA e uma funcionária da Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana – BA. Como metodologia de trabalho, foi feita uma reunião com os trabalhadores e posteriormente a vistoria do local. Atividades realizadas no passado e descrição do local Foi relatado pelos trabalhadores sobre o funcionamento neste local de fábrica de pasta Diclorodifeniltricloroetano (DDT) noperíodo de 1968 a 1992, e que após esse período produtos manipulados e armazenados foram enterrados naquela mesma área por falta orientação e destinação adequada. Além disso, nesta mesma área, existiam tanques combustível (gasolina) que apresentavam vazamentos e contaminação do terreno. de os de de

Foi possível elaborar o croqui do local (Fig. 1) onde funcionou a SUCAM, posteriormente aFundação Nacional de Saúde (FUNASA), que incluía: área administrativa, depósito de praguicidas e reagentes, fabrica formuladora de Diclorodifeniltricloroetano (DDT) e

Hexaclorobenzeno (BHC) entre 1968 e 1992, área de manipulação de produtos e lavagem de bombas, lavagem de carros e troca de óleo, oficina mecânica e estacionamento. De forma geral, no local eram depositados e manipulados os seguintesprodutos: Folition, Cianogas®, Pentaclorofenato de Sódio, Rodenticida 1080®, BHC (Produto Técnico e Formulado), DDT (Produto Técnico e Formulado), Sumition Pó®, Sumition Líquido®, Malation, Sevin®, Carbaril, Piriza, Abate®, Bayluscid®, Triton e Xilol. (informações toxicológicas no anexo 1). A fábrica formuladora funcionava ao lado dos depósitos de praguicidas e reagentes (Fig. 1). Os princípios ativosde DDT e BHC eram misturados com os reagentes e posteriormente fracionados e embalados em frascos de vidro que eram armazenados no depósito. Os produtos formulados eram destinados para o controle de endemias nos estados da Bahia, Espírito Santo, Sergipe, Pernambuco e, posteriormente para todo o Brasil, após o fechamento das outras duas formuladoras que existiam no país. As atividades demanipulação dos praguicidas para as campanhas de saúde pública eram realizadas em área específica (Fig.1). Naquela área eram preparadas as caldas, carregadas as bombas e fazia-se manutenção das mesmas. Do lado da área, a céu aberto, eram colocados tambores contendo produtos, principalmente inseticidas (Folition e Malation). De acordo com o relato dos trabalhadores, freqüentemente os produtos vazavam,existiam derrames, ou por efeito das chuvas esses produtos eram levados para o terreno ao lado (Fig.1). No elevatório de carros, além da troca de óleo, os carros que transportavam os produtos e aqueles que eram utilizados para a aplicação eram também lavados. A água utilizada era direcionada para um receptor de águas pluviais ligado à rede pública (Fig.1). Em 1998, houve uma reforma no local para...
tracking img