Topografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3135 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TOPOGRAFIA

TRABLHO PRÁTICO DE GRUPO

2011/2012











Trabalho realizado por:

Tiago Santos 21170644-TP2

Bruno Marques 21180499-TP2

Fábio Freire 21170102-TP2

Carlos Guitana 21190136-TP2



INDÍCE





Introdução

Triangulação

Material utilizado

• Dados recolhidos

• Cálculos efetuadosNivelamento Geométrico

• Material utilizado

• Dados recolhidos

• Cálculos efetuados

Irradiação

• Material utilizado

• Dados recolhidos

• Cálculos efetuados

Conclusão

Bibliografia

PLanta











INTRODUÇÃO (OBJECTIVO)



Este trabalho tem como objetivo, aplicar os conhecimentos teóricos adquiridos nas aulas, colocando-os emprática no trabalho de campo este consistia em :

• Realizar um levantamento topográfico de pormenor (Escala 1:200 ou 1:500) de uma pequena área do campus do ISEC, com pelo menos 100 pontos e um só estacionamento.

• As cotas devem ser referidas à rede de nivelamento de precisão da cidade de Coimbra, e as coordenadas planimétricas devem ser relativas ao sistema de coordenadas Hayford-Gauss(Datum 73).




O trabalho será constituído por três partes:

• Determinação das coordenadas planimétricas do ponto de estação por triangulação a partir das coordenadas de 2 pontos a fornecer nas aulas.
• Determinação da cota do ponto estação por nivelamento geométrico, utilizando nível reversível. (NLU95 = 35,796m, junto ao portão da entrada principal, exterior ao ISEC)• Determinação por irradiação das coordenadas (M, P e N) dos pontos necessários para definir em planimetria e altimetria a área a levantar.















TRIANGULAÇÃO



No método da triangulação, temos três pontos que formam um triângulo. Dois desses pontos têm coordenadas conhecidas e o outro, que é o nosso ponto estação (E), fica, então, com as suas coordenadas adeterminar.

O procedimento deste método consiste em estacionar o teodolito num dos vértices do triângulo, anotando as leituras azimutais directas progressivas feitas para os restantes vértices e logo de seguida, girando a alidade 200g, anotando, também, as suas leituras azimutais inversas regressivas.

Repete-se este procedimento, estacionando o teodolito em todos os vértices do triângulo.

Asleituras são feitas com o auxílio de uma mira vertical, onde o teodolito deve apontar para um ponto do centro desta.



Com as leituras diretas e inversas feitas, faz-se a determinação das leituras conjugadas para minimizar o erro, através da fórmula:

[pic]

Segue-se para o cálculo dos ângulos internos que deve ser feito lD-lE.

O somatório dos ângulos internos deve ser aproximadamente200g.

Através do somatório dos ângulos internos, determina-se o erro angular, subtraindo o valor dado aos 200g, dividindo, depois, esse erro pelos três ângulos para ficarem compensados e o seu somatório ser, então, 200g.

Depois disto, segue-se para os cálculos para a determinação das coordenadas do nosso ponto estação.










Material utilizado:

• Teodolito; Fig:1• Mira vertical; Fig:2

• Tripé;

• Fio-de-prumo;

• Nivela; Fig:3











FIGURA 3





FIGURA 2











FIGURA 1

Dados recolhidos























|Estação |Pontos Visados |Leitura Azimutal (g) |
| || |
|E |Cx2 |90.445 |
| |Cx1 |0.000 |
|Cx2 |Cx1 |32.350 |
| |E |0.000 |
|Cx1 |E |77.080 |
| |Cx2 |0.000...
tracking img