Topografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1192 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO
FACULDADE DE ENGENHARIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL
DISCIPLINA 1135 – TOPOGRAFIA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO
TEODOLITO PENTAX TH-20

MANUAL DE UTILIZAÇÃO
TEODOLITO PENTAX TH-20

ESTE MANUAL FOI DESENVOLVIDO PARA SERVIR DE AUXÍLIO PARA AS
AULAS PRÁTICAS DA DISCIPLINA 1135-TOPOGRAFIA DA
FACULDADE DE ENGENHARIA DE BAURU,
CONTENDOROTEIRO PARA ESTACIONAR O APARELHO,
PROCEDIMENTOS DE VISADAS EM CAMPO E LEITURAS DOS
ÂNGULOS NO INSTRUMENTO.

DISPONÍVEL EM:
wwwp.feb.unesp.br/viviani
DESENVOLVIMENTO
ELIANE VIVIANI
viviani@feb.unesp.br
ANNA SILVIA PALCHECO PEIXOTO anna@feb.unesp.br
THIAGO DA MOTA RAMOS
tmr@feb.unesp.br

INSTALAÇÃO
1.CERTIFIQUE-SE QUE ESTÁ DE POSSE DO TRIPÉ
CORRESPONDENTE;
2.ABRA AS TRÊS PERNAS DOTRIPÉ;
3.FIXE AS PONTEIRAS DE CADA PERNA NO SOLO
E SOLTE AS TRAVAS DAS PERNAS;

FIG.1

4.SUSPENDA A BASE DE MODO MAIS NIVELADO
POSSÍVEL ATÉ A ALTURA DO PEITO;
5.UTILIZE O FIO DE PRUMO PARA DEIXAR O CENTRO DA
BASE APROXIMADAMENTE SOBRE
O PONTO DA ESTAÇÃO;
6.PRENDA A TRAVA DAS PERNAS QUANDO ESTAS
ESTIVEREM NA POSIÇÃO DESEJADA;
FIG.2

7.COM UMA MÃO SEGURE O TEODOLITO E COLOQUE-O
SOBREA BASE, PROCURANDO COINCIDIR AS FORMAS
TRIANGULARES DO APARELHO E DA BASE;
8.COM A OUTRA MÃO APERTE A ROSCA QUE FIXA O
APARELHO AO TRIPÉ, TOMANDO O CUIDADO DE NÃO
SOLTÁ-LO ANTES QUE ESTE ESTEJA BEM APERTADO;

FIG.3

9.COM O AUXÍLIO DO NÍVEL DE BOLHA
CENTRAL INCORPORADO AO APARELHO, GIRE
OS PARAFUSOS CALANTES.
ATÉ CONSEGUIR DEIXAR O APARELHO O MAIS
HORIZONTAL POSSÍVEL, ISTO É, QUANDO ABOLHA ESTIVER
NO CENTRO DO ANEL VERMELHO.

FIG.4

10.USE O PRUMO ÓTICO PARA VERIFICAR SE VERTICALMENTE O
APARELHO ESTÁ FOCADO EXATAMENTE NO
PONTO QUE MARCA A ESTAÇÃO. CASO NÃO ESTEJA, SOLTE A ROSCA
QUE PRENDE O APARELHO NA BASE E
OLHANDO NO PRUMO ÓTICO MOVA SOMENTE O TEODOLITO ATÉ QUE
CONSIGA CENTRAR O PONTO, PRENDENDO-O NOVAMENTE.
FIG.5

OPERAÇÃO A: ALINHE O NÍVEL DE BOLHATUBULAR COM DOIS DOS TRÊS CALANTES;

VERIFIQUE O NÍVEL E CASO NÃO ESTEJA
CORRETO GIRE SOMENTE OS DOIS CALANTES
COM OS QUAIS O
NÍVEL ESTÁ ALINHADO ATÉ CONSEGUIR DEIXAR A
BOLHA NO CENTRO DO NÍVEL.

FIG.6

DICA: OS CALANTES DEVEM SER MOVIMENTADOS SEMPRE PARA DIREÇÕES OPOSTAS E NUNCA PARA
A MESMA DIREÇÃO. ASSIM DEVE-SE SEGUIR A SEGUINTE REGRA:

OPERAÇÃO PARA LEVAR A BOLHA
PARA O LADO ESQUERDOFIG.7

OPERAÇÃO PARA LEVAR A BOLHA
PARA O LADO DIREITO
FIG.8

OPERAÇÃO B:GIRE O APARELHO 90º E AGORA
ALINHE O NÍVEL DE BOLHA COM O TERCEIRO CALANTE
DE FORMA QUE ESTE FIQUE
PERPENDICULAR AOS OUTROS DOIS JÁ NIVELADOS;

FIG.9

VERIFIQUE O NÍVEL E SE ESTE NÃO ESTIVER CORRETO
GIRE SOMENTE O TERCEIRO CALANTE ATÉ QUE A
BOLHA FIQUE CENTRADA;

REPITA AS OPERAÇÕES A E B VERIFICANDO SE ABOLHA CONTINUA NO CENTRO DO NÍVEL TUBULAR;
CONFIRME SE O PONTO DA ESTAÇÃO NO SOLO ESTÁ CENTRALIZADO PELO PRUMO ÓTICO;
ATENDIDOS OS PASSOS ANTERIORES O TEODOLITO ESTARÁ ESTACIONADO CORRETAMENTE.
OS PRÓXIMOS PASSOS SÃO ZERAR O APARELHO E PROCEDER A LEITURA DOS ÂNGULOS ATRAVÉS DO
APARELHO.

ZERAGEM E LEITURAS
VISOR DOS MINUTOS E SEGUNDOS.
UTILIZANDO O AJUSTE DE PRECISÃO DO GRAU ENCONTRE
OZERO NO VISOR DOS MINUTOS E SEGUNDOS
SOLTAR O MOVIMENTO DO CÍRCULO HORIZONTAL
ATRAVÉS DO PARAFUSO DE FIXAÇÃO DO MOVIMENTO
PARTICULAR
ENCONTRAR O ZERO NO VISOR DOS GRAUS DEIXANDO A
VISÃO DAS LEITURAS COMO NA IMAGEM ABAIXO, RECOMENDANDO-SE
QUE O ALINHAMENTO SEJA FEITO COM O FIO DA ESQUERDA.

TRAVAR O MOVIMENTO DO CÍRCULO HORIZONTAL
ATRAVÉS DO PARAFUSO DE FIXAÇÃO
DO MOVIMENTO PARTICULARFIG.10

AJUSTAR O ZERO COM AUXÍLIO DO AJUSTE FINO
DO MOVIMENTO PARTICULAR

LEITURA DOS GRAUS E MINUTOS DOS
ÂNGULOS VERTICAIS
GRAUS E MINUTOS DOS ÂNGULOS HORIZONTAIS

MINUTOS E SEGUNDOS (VERTICAL E HORIZONTAL)
FIG.11

SOLTAR O PARAFUSO DO MOVIMENTO GERAL E
DIRECIONAR O TEODOLITO PARA O PRIMEIRO PONTO
A SER VISADO, QUE PODE SER UMA OUTRA ESTAÇÃO
OU O NORTE MAGNÉTICO.
O ALINHAMENTO COM...
tracking img