Tonus muscular

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4997 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FISIOTERAPIA AQUÁTICA X FISIOTERAPIA EM SOLO NA MODULAÇÃO DO TONUS MUSCULAR EM PARALISADOS CEREBRAIS: UM ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO

AQUATIC PHYSICAL THERAPY X TRADITIONAL PHYSICAL THERAPY FOR MUSCLE TONE MODULATION IN CEREBRAL PALSY: A RANDOMIZED CLINICAL TRIAL

Juliana Muniz Schaeffer1, Leandro Giacometti da Silva2, Tiago Sebastiá Pavão3

1 Acadêmica de graduação do curso deFisioterapia da Universidade Luterana do Brasil-Torres/RS.
2 Mestre, professor do curso de Fisioterapia da Universidade Luterana do Brasil - Torres/RS
3 Mestre, professor do curso de Fisioterapia da Universidade Luterana do Brasil - Torres/RS


Titulo resumido: Fisioterapia Aquática x Fisioterapia em solo na Paralisia Cerebral
Aquatic Physical Therapy x Physical Therapy in Cerebral PalsyPalavras- chaves: Fisioterapia Neurofuncional, Paralisia Cerebral, Fisioterapia Aquática, Tônus muscular
Physical therapy, Cerebral Palsy, Aquatic, Muscle tone

Endereço para correspondência:
Tiago Sebastiá Pavão
Av. Carlos Barbosa, 351
Bairro Predial, Torres, CEP:95560-000
Fone: (51)-97076432
E-mail: tiagospavao@hotmail.com


RESUMOContextualização: Crianças portadoras de Paralisia Cerebral apresentam como característica a falta de controle sobre os movimentos. Objetivo: Verificar se as técnicas propostas neste estudo, Fisioterapia Aquática X Fisioterapia em Solo, modulam o tônus muscular em crianças com paralisia cerebral. Métodos: Este estudo foi classificado como ensaio clínico randomizado quantitativo e qualitativo, ondefoi avaliado o tônus muscular, atividades funcionais dos pacientes e qualidade de vida dos familiares responsáveis dos mesmos, antes e após 10 sessões de fisioterapia Aquática e em Solo. A análise estatística foi realizada de forma descritiva verificando a amostra total e as frequências das variáveis de ambos os grupos. Resultados: Foram incluídos seis pacientes, com idades entre 21 e 30 anos. Naavaliação de tônus muscular não houve diferenças estatísticas significantes em ambos os grupos. Porém, houve uma diminuição do grau de tônus do grupo de Fisioterapia Aquática, sugerindo resultados positivos. No grupo de Fisioterapia em Solo, demonstramos que houve uma diminuição de tônus muscular. No índice de Barthel dos pacientes de ambos os grupos, não encontramos mudanças em seus escores. Noquestionário SF-36, não encontramos resultados estatísticos significantes, porém sugerimos resultados positivos na qualidade de vida dos pais do grupo de fisioterapia em solo. Conclusão: Os dados encontrados neste estudo sugerem uma diminuição no grau de tônus muscular maior no grupo da piscina. Contudo, salientamos a necessidade de estudos com maior amostra e mais intervenções para concordar comos achados deste trabalho.
CEP-2011-009H

ABSTRACT
Introduction: Children with cerebral palsy are characterized by lack of control over the movements. Objective: To verify if the proposed techniques in this study, Aquatic Physical Therapy X Traditional Physical Therapy, modulate muscle tone in children with cerebral palsy. Methods: This study was classified as randomized clinical trialquantitatively and qualitatively described, which assessed muscle tone, functional activities of patients and quality of life of those responsible for the same before and after 10 sessions of both Methods. Statistical analysis was performed descriptively checking the total sample and the frequencies of the variables of both groups. Results: We included six patients, aged between 21 and 30 years. Formuscle tone assessment there was no statistically significant differences in both groups. However, there was a lowering of the tone on the aquatic therapy group, suggesting positive results. In the group of Traditional Physical therapy, we demonstrated that there was a decrease in muscle tone. Barthel index in patients of both groups, we found no changes in their scores. In the SF-36, we found no...
tracking img