Todas as atividades da empresa oriundas de dívidas com terceiros, cujo vencimentos ocorrerão num prazo de 1 an

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3203 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Unidade IV
4. DIMENSIONAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUES II
4.3 PLANEJAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUES
Outros desafios da Am estão em planejar e controlar os estoques para tentar mantê-los em níveis adequados, de forma a não afetar o processo produtivo, de forma que temos uma tendência dos estoques a flutuar em razão das entradas e saídas podendo sofrer a cada momento uma classificação diferente.Desta forma temos de um lado que podemos ter estoque grande para evitar desperdícios e investimentos desnecessários e do outro falta de material que implica na paralisação da linha de produção e conseqüentemente falta de PA para entrega aos clientes. Temos na definição de Chiavenato(2005, p.77), que para controlar os estoques são necessárias duas ferramentas administrativas básicas: O fichário deestoque e a classificação ABC.
4.3.1 Fichário de estoque
O fichário de estoque também chamado de banco de dados sobre matérias, é o conjunto de documentos e informações que servem para informar, analisar e controlar os estoques de materiais. Em empresas em que o controle é manual normalmente fica alojados em um armário, arquivo, quadro, etc. Quando o processo é feito eletronicamente utiliza se ocomputador. Cada empresa define sua ficha de estoque(FE), que no caso deve conter alguns dados como identificação do item, controle do item, entradas e saídas do estoque, saldo, valor do saldo em estoque e rotação do estoque, desta forma quanto maior o grau de informação contida mais sofisticada ela será.
4.3.2 Classificação ABC
A classificação da curva ABC normalmente é utilizada no planejamentoe controle de estoque que também recebe o nome de curva de Pareto, onde se tem a identificação que a maior parte investimento esta concentrada em um pequeno numero pequeno de materiais. Onde Pareto identificou que a riqueza de uma nação esta concentrada nas mãos de um numero pequeno de pessoas. Desta forma Chiavenato define a classificação ABC de acordo com sua quantidade, ou valor monetário, emtrês classes.
Classe A – constituída por itens de 15 a 20% do total de itens que são normalmente responsáveis pela maior parte (aproximadamente 80%) do valor monetário do estoques. O número é pequeno de itens porem o peso de investimento é alto.
Classe B – constituída em uma quantidade média de itens em torno de 35 a 40% do total de itens do estoque, representa no momento 15% do valor monetáriodo estoque. Neste caso são itens intermediários, tendo um valor relativo ao estoque total.
Classe C – constituída de uma enorme quantidade de itens cerca de 40 a 50% do total de itens do estoque porem de pequeno valor monetário sendo na ordem 5 a 10% do estoque. Estes são os itens mais numerosos em razão da quantidade porem de valor baixo o melhor dizendo de pouca importância ao valor total doestoque.
Desta forma as empresas passam a dedicar sua atenção a controlar os itens de Classe A devido a valor monetário envolvido que chega a ser 80% do valor global do estoque, e assim os de Classe B recebem menos atenção e os de Classe C sendo tratados como procedimentos semi-automáticos por não terem necessidades de decisões maiores em razão dos investimentos necessários para aquisição.
Temosentão que a classificação ABC pode ser transformada na Curva ABC ou Curva de Pareto, colocando os itens num rol decrescente de grandeza partindo dos itens mais importantes para os menos importantes.
Outras explicações podem dar a curva ABC por ser um importante instrumento para se examinar estoques, permitindo a identificação daqueles itens que justificam atenção e tratamento adequados quanto àsua administração.
Ela consiste na verificação, em certo espaço de tempo (normalmente 6 meses ou 1 ano), do consumo em valor monetário, ou quantidade dos itens de estoque, para que eles possam ser classificados em ordem decrescente de importância.
Aos itens mais importantes de todos, segundo a ótica do valor, ou da quantidade, dá-se à denominação de itens da classe A, aos intermediários, itens...
tracking img