Titulo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2114 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTABILIDADE DE TALUDES


1. DEFINIÇÕES


1.1 – Solos
Os solos são materiais que resultam do intemperismo das rochas, por desintegração mecânica ou decomposição química. (CAPUTO, 1988).

Dentre os principais tipos de solos, podemos citar:

A) Solos residuais - são os que permanecem no local da rocha de origem, observando-se uma gradual transição do solo até a rocha.
B) SolosSedimentares – são os que sofrem a ação de agentes transportadores, podendo ser aluvionares (transportados pela água), eólicos (pelo vento), coluvionares (pela ação da gravidade) e glaciares (pelas geleiras).
C) Solos de formação orgânica - são os de origem essencialmente orgânica, seja de natureza vegetal (plantas, raízes), seja animal (conchas).



1.2 – Rocha


Segundo CAPUTO (1988), apalavra rocha designa, apenas, os materiais naturais consolidados, duros e compactos, da crosta terrestre ou litosfera. Para os fragmentos isolados reservam-se as denominações bloco de rocha quando com diâmetro médio superior a 1m, matacão quando entre 1m e 25cm e pedra entre
25cm e 76mm. Ao material não consolidado que recobre as rochas e destas provêm por intemperismo, denomina-se solo.Quanto à sua gênese as rochas podem ser classificadas em:


a) Rochas Magmáticas – são as resultantes do resfriamento e consolidação de material fundido ou “magma”. Se formadas a grandes profundidades são chamadas de intrusivas, e de extrusivas quando se formam na superfície através do resfriamento de “lava”.


b) Rochas Sedimentares– formadas pela deposição de detritos oriundos dadesagregação de rochas preexistentes.


c) Rochas Metamórficas– provêm da transformação ou metamorfismo das rochas magmáticas ou sedimentares.


1.3 – Taludes


Segundo Caputo (1988), sob o nome genérico de taludes compreende-se quaisquer superfícies inclinadas que limitam um maciço de terra, de rocha ou de terra e rocha. Podem ser naturais, casos das encostas, ou artificiais, como ostaludes de cortes e aterros. A figura a seguir ilustra um talude e a terminologia usualmente empregada.














Podem-se classificar os principais tipos de movimentos de taludes em três grandes grupos.



a) Desprendimento de terra ou rocha – é uma porção de um maciço terroso ou de fragmentos de rocha que se destaca do resto do maciço, caindo livre e rapidamente,acumulando-se onde estaciona.
b) Escorregamento– deslocamento rápido de uma massa de solo ou de rocha que, rompendo-se do maciço, desliza para baixo e para o lado, ao longo de uma superfície de deslizamento.
c) Rastejo– deslocamento lento e contínuo de camadas superficiais sobre camadas mais profundas, com ou sem limite definido entre a massa de terreno que se desloca e a que permanece estacionária.A velocidade de rastejo é de cerca de 30 cm por decênio, enquanto que a velocidade média de avanço de um escorregamento é da ordem de 30 cm por hora A curvatura dos troncos de árvores, inclinação de postes e fendas no solo são algumas das indicações do rastejo.





2 – PERFIL DE INTEMPERISMO E ASPECTOS GERAIS DOS SOLOS















Perfil genérico de um solo – Fonte IPTConforme a figura acima, num perfil de solo geralmente podemos acompanhar o perfil de evolução da desagregação da rocha sã até sua formação final como solo residual. Geralmente em encostas formadas por rochas granilíticas temos os horizontes de alteração bem definidos, sendo que a transição entre rocha sã e solo propriamente dito se dá pela formação do saprolito que é o grau máximo dedecomposição da rocha, onde ainda se observa algum vestígio estrutura da rocha notando-se uma estrutura intermediária entre solo e rocha.




3 – UNIDADES DE RELEVO



A divisão em unidades de relevo tem por objetivo delimitar diferentes regiões, cujos atributos físicos distintos permitam demarcar os terrenos de acordo com seu comportamento característico frente à implantação de uma rodovia....
tracking img