Tipos de demanda da dell - case dell

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1574 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO

ADEYLDO PINHEIRO DANTAS

PRODUÇÃO TEXTUAL
FILOSOFIA

Bebedouro
2010
aDEYLDO PINHEIRO DANTAS

PRODUÇÃO TEXTUAL
FILOSOFIA

Trabalho apresentado ao Curso de Administração Bacharelado da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Filosofia.Orientador: Profa.: Marcia Bastos de Almeida

Bebedouro

2010

Introdução

Este trabalho tem como objetivo o estudo sobre a atividade moral autônoma entre as atividades humanas, bem como sua definição e atuação na formação do indivíduo. Será abordada também, reflexão sobre a importância para o administrador de empresas em conhecer os fundamentos éticos.Desenvolvimento

1) Comente a afirmação: Não há atividade moral autônoma; a moral é uma relação entre as atividades humanas.

A moral autônoma está diretamente ligada à capacidade do indivíduo de se auto-regular buscando lealdade a fim de perpetuar a confiança mútua e seguindo princípios construídos pela própria pessoa. Segundo Piaget (1932/1994),

Só a cooperação conduz à autonomiamoral do indivíduo, levando-o a apreciar o valor das regras propostas e não apenas obedecê-las. É uma moral separada de quaisquer influências externas. É interna a cada pessoa, tendo sua vontade livre. A autonomia pode representar um processo antagônico, porém mediado pela consciência.

Autonomia não quer dizer a simples independência para fazer coisas por si mesmo sem auxílio ou ajuda deoutrem. Ao invés disso, o indivíduo autonomamente define que ações lhe são mais favoráveis sem menosprezar as demais. Elas têm um caráter de necessidade interna para o indivíduo, seguindo convicções internas sobre a necessidade de respeitar as pessoas em seus relacionamentos, desenvolvendo sua autonomia moral. A autonomia surge do próprio indivíduo como um conjunto de princípios de justiça, baseia-seno princípio de igualdade e no respeito mútuo, possui equilíbrio nas relações sociais, nasce de uma prática por decisão livre e racional.
A moral acha-se intimamente relacionada com os atos conscientes e voluntários dos indivíduos que afetam outros indivíduos, determinados grupos sociais ou a sociedade em seu conjunto.

Para Cória-Sabini (1986),

O comportamento humanomoral se orienta por grupos de referência que mudam com o desenvolvimento do indivíduo. Nesse caso, a solidariedade e a cooperação entre indivíduos seriam a força motriz da moralidade. O que existe de concreto na visão de educadores e psicólogos é que nenhuma realidade moral é inata, o que significa haver uma exigência ao delinear uma disciplina normativa, sob a qual são desenvolvidas umas sériesde relações coletivas.

2) O que é moral e como ela atua na formação do indivíduo?

A origem da palavra moral vem do latim “mores” que quer dizer costume, conduta, modo de agir. É definida como conjunto de normas, princípios, preceitos, costumes, valores que norteiam o comportamento do individuo no seu grupo social. A moral é a pratica da regulamentação ética do individuo em sociedade,porém impondo normas a este individuo, como um sistema normatizador, partindo da primícia que não existe moral individual, pois ela é sempre social no que envolve relações entre sujeitos.
Piaget (1994, p. 23), relata em sua obra “O Juízo Moral na Criança”, que, “a moral consiste num sistema de regras, e a essência de toda moralidade deve ser procurada no respeito que o indivíduo adquire por essasregras”.

Segundo Kohlberg (1981),

Aponta o período da adolescência como principal momento do desenvolvimento e construção de valores sociais, morais e a aquisição de valores e ideais como justiça, liberdade ou equidade. Pois nesse período o adolescente aspiraria à perfeição moral, expressando um grande altruísmo, revoltas por defender seu ponto de vista.

Piaget...
tracking img