Tipologias textuais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1102 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Quando se trata de textos tem se encontrado pouco ou, mais frequentemente, nenhum
trabalho mais estruturado no ensino com tipologia textual (BASTOS, 2002).
Os tipos de textos são formas linguísticas convencionais de que o falante dispõe na língua
quando quer organizar o discurso. Essas formas são caracterizadas por determinados traços
linguísticos, “com tempo, aspecto, modo do verbo,pessoa do discurso predominantemente
referida, tipo de predicado, unidade semântica básica e unidade sintática básica (SILVEIRA, 2005).
Os vários tipos se conjugam em um mesmo texto, sendo assim, dificilmente teremos textos
puros. Um texto se define como de um tipo por questão de dominância, em função do tipo de
interlocução que pretende se estabelecer e não do espaço ocupado por umdeterminado tipo ou
subtipo textual na constituição deste texto (BASTOS, 2002).
Dentre os vários tipos de textos existentes os mais utilizados são: narração, descrição,
dissertação, resumo e resenha.
Na narração há o processo que organiza os acontecimentos de maneira a formar um todo
com início, meio e fim, havendo uma sucessão temporal (SANTOS, 2011).
O produtor se coloca na perspectiva do fazerou acontecer inserido no tempo. O que quer é
contar o que aconteceu, dizer os fatos e os acontecimentos. Os verbos gramaticais
predominantes são os marcadores temporais e os verbos dinâmicos (ações, fatos, fenômenos,
transformativos). Também aparecem verbos enunciativos de contar e assistir, já que o
produtor é o contador e o receptor é o assistente dos episódios: presenciar, assistir, ver,contar,
relatar, narrar e etc (TRAVAGLIA, 2002 & SILVEIRA, 2005).
Na descrição não há uma ordem linear obrigatória, mas é necessário que se tenha a presença
de uma organização espacial delimitada. O produto do texto se coloca na perspectiva do
espaço o que o leva a querer caracterizar, dizer como é, escolhendo informações apropriadas
para este fim: localização, características eelementos constitutivos do objeto da descrição
(SANTOS, 2011 & TRAVAGLIA, 2002).
A descrição se faz, sobretudo com verbos dinâmicos. Os verbos estáticos aparecem muito na
descrição estática, mas eles não são a maioria. Os únicos verbos gramaticais que aparecem
são os de ligação, principalmente na descrição estática, daí o alto número de frases nominais,
que aparecem sem verbo. Também aparecemverbos enunciativos ligados a visão: ver,
perceber, notar, observar (todos em sentido sensorial) (TRAVAGLIA, 2002).
Na dissertação o produtor se põe na perspectiva de conhecer, abstraindo do tempo e do
espaço.
Busca o refletir, o explicar, o avaliar, o conceituar, o expor ideias para dar a conhecer, para
fazer saber, associando-se a análise e a síntese de representações (TRAVAGLIA, 2002).São textos que apresentam maior porcentagem de verbos gramaticais, verbos dinâmicos e
estáticos. Pode apresentar todos os tempos verbais, porém a marcação do presente para o
futuro não aparece nestes textos.
Aparecem os verbos enunciativos de pensar, já que se instaura o interlocutor como ser pensante,
que raciocina: pensar, achar, parecer, saber e etc (TRAVAGLIA, 2002 & FURLANETTO,
2002).O resumo é a explanação objetiva dos pontos importantes de uma obra pontos importantes de

uma obra, sendo um gênero utilizado há vários, principalmente quando, em meados da

década de 1890, foi indicado como um método para superar os problemas de acesso as

informações científicas.

É uma apresentação concisa e frequentemente seletiva do texto de um artigo, obra ou outrodocumento, ressaltando os elementos de maior interesse e importância. Ele pode ser

classificado como de escrito e assunto (MENDES, 2010).

O resumo de escrito condensa as ideias principais de uma única obra (texto, capítulo ou

artigo) e é muito comum como atividades para trabalhos acadêmicos.

O resumo assunto sintetiza informações já publicadas sobre o tema que já se está explorando e...
tracking img