Thomas kuhn

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2183 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Avaliação individual: Agosto

 Ler o texto 002_Campo Salles_Kuhn.  Elaborar comentário inaudito sobre o texto lido.  Data da entrega do trabalho 30/08/2012

Nelson

002_Campo Salles_Kuhn

1

Thomas Kuhn, nasceu em 1922 no Ohio (E.U.A.) e morreu em 1996 no Massachussets, mudou por completo a noção que se tinha sobre o progresso científico, e constitui um marco importante na perspectiva dodesenvolvimento científico na medida em que se opõe a uma concepção de ciência explicativa. Segundo Kuhn, as explicações tradicionais da ciência, o indutivismo, o falsificacionismo, não resistem à evidência histórica. O aspecto mais importante da sua teoria reside na ênfase dada ao caráter revolucionário do próprio progresso científico. Este se dá mediante saltos e não numa linha contínua. Os saltospreconizados por Kuhn, ocorrem nos períodos de desenvolvimento científico, em que são questionados e postos em causa os princípios, as teorias, os conceitos básicos e as metodologias, que até então orientavam toda a investigação e toda a prática científica. Anteriormente, pensava-se que a ciência progredia de forma contínua, por melhoramentos consecutivos, que iam sendo adicionados por sucessivoscientistas. Em A Estrutura das Revoluções Científicas (1962), Kuhn defendeu que os grandes progressos da ciência não resultam de mecanismos de continuidade, mas sim de mecanismos de rotura, uma verdadeira revolução. A teoria de Kuhn sobre a produção do conhecimento diz que o progresso na ciência se dá por meio de revoluções científicas. Isso quer dizer que uma teoria que é aceita numa época("paradigma") é aprofundada até não poder mais (períodos longos de "ciência normal", em que se produzem problemas que a teoria é capaz de resolver), até que esse paradigma entra em crise, surgem problemas que ele não responde, e é apresentada uma teoria nova ("revoluções científicas") que acaba predominando sobre a antiga.

Paradigma
Num sentido lato, o paradigma refere-se àquilo que é partilhado por umacomunidade científica, será uma forma de fazer ciência, uma matriz disciplinar. Uma das funções mais importantes que o paradigma desempenha é a de engendrar o consenso dentro de uma determinada comunidade científica, delimitando os fatos relevantes a serem investigados, elegendo os métodos adequados de abordagem e prescrevendo as soluções legítimas. Em sentido particular, o paradigma é umexemplar; é um conjunto de soluções de problemas concretos, uma realização científica concreta que fornece os instrumentos conceptuais e instrumentais para a solução de problemas. Assim, a descrição de Newton do movimento dos planetas (Lei da Gravitação Universal), ou a descrição de Franklin da garrafa de Leyden são, respectivamente, exemplos de paradigmas para a prática da mecânica e para a ciência daeletricidade.

Ciência Normal
A ciência normal é a ciência dos períodos em que o paradigma é unanimimente aceito, sem qualquer tipo de contestação, no seio da comunidade científica. O grupo limita-se a resolver um conjunto de incongruências que o paradigma lhe vai fornecendo, toda a investigação é realizada dentro e à luz do paradigma aceito pela comunidade. Nesta fase da ciência normal, ocientista não procura questionar ou investigar aspectos que extravasam o próprio paradigma, devemos dizer que a curiosidade não é propriamente uma característica do cientista, este se limita a resolver dificuldades de menor importância que vão permitindo mantê-lo em atividade e que possibilitam simultaneamente revelar a sua engenhosidade e a sua capacidade na resolução dos enigmas. "Os problemascientíficos transformam-se em puzzles, enigmas com um número limitado de peças que o cientista - qual jogador de xadrez - vai pacientemente movendo até encontrar a solução final. Aliás, a solução final, tal como no enigma, é conhecida antecipadamente, apenas se desconhecendo os pormenores do seu conteúdo e do processo para a atingir".

Nelson

002_Campo Salles_Kuhn

2

Fica evidente que uma adesão deste...
tracking img