Texto expositivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2808 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes Pré-Vestibular Comunitário – Sede Nacional

Juventude negra e segurança pública: como combater a violência policial e exigir que as prisões se transformem em espaço de recuperação?
Tarefa: enviar e-mails para o Ministério da Justiça, Governador e Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, exigindo que as prisões se transformem emescola de recuperação para a população carcerária.

A carne (Seu Jorge, Marcelo Yuca e Wilson Capellette) A carne mais barata do mercado é a carne negra Que vai de graça pro presídio E para debaixo do plástico Que vai de graça pro subemprego E pros hospitais psiquiátricos A carne mais barata do mercado é a carne negra Que fez e faz história Segurando esse país no braço, meu irmão. O gado aquinão se sente revoltado Porque o revólver já está engatilhado E o vingador é lento, mas muito bem intencionado Esse país vai deixando todo mundo preto E o cabelo esticado E mesmo assim, ainda guardo o direito De algum antepassado da cor Brigar por justiça e por respeito De algum antepassado da cor Brigar bravamente justiça e por respeito Não é coisa da sua cabeça? É conhecido de todas as pessoas quemoram nas periferias dos grandes centros do Brasil que os policiais brasileiros são violentos. E qual é o alvo preferencial? A seleção do suspeito é orientada pelo preconceito contra o jovem, sobretudo do sexo masculino, pelo preconceito aplicado aos pobres e pelo racismo contra os negros. Não era preciso que fosse esta a sua história, as polícias não estão fadadas a cumprir este triste papel.Esta função não deveria ser essencial. Teoricamente elas não existem, na democracia para serem algozes de negros e pobres, ou para servir às elites e proteger as camadas médias, construindo muros em torno das classes perigosas. As polícias podem ser órgãos democráticos, que defendem direitos e liberdades, reparando e prevenindo injustiças e violações, em benefício dos direitos do cidadão e dadisseminação dos princípios de igualdade. Mas na prática a teoria é outra. Do negro escravizado ao negro preso

O racismo científico (porque se baseava sobre a ciência) acompanhando o desenvolvimento tecnológico e industrial, estruturara-se na segunda metade do século 19, transformando-se na ideologia justificadora da dominação dos países eurodescendentes, capitalistas sobre os países da África, Ásia,Oceania e América Latina. Houve um cientista francês que sintetizou esta forma de pensar e ver o mundo: Joseph Arthur de Gobineau (1816-1882). Em 1855 na Europa, expõe a tese da superioridade natural da raça branca, ariana sobre todas as outras. Em 1869 e 1870, viveu no Brasil, era amigo de D. Pedro II e dizia que o país estava povoado pelas raças inferiores. Cesare Lombroso (1835-1909) foi umcientista italiano. Com o objetivo de demonstrar a relação entre as características físicas dos indivíduos, sua capacidade mental e atitudes morais criou a antropologia criminal, com base na frenologia (medição da cabeça) e na antropometria (estudo do formato do crânio). Para Lombroso o criminoso nato tinha as seguintes características: mandíbulas grandes, ossos da face salientes, pele escura,orelhas chapadas, braços compridos, rugas precoces, testa pequena e estreita. Outras marcas eram a epilepsia, o homossexualismo e a prática de tatuagem. Sua influência se dá até os dias de hoje nas academias de polícia. Outro cientista que colaborou para esta visão sobre o povo negro foi Raimundo Nina Rodrigues (18621906), professor de medicina legal na Bahia e um dos introdutores da antropologiacriminal, e das técnicas de estudo do crânio e do cérebro no país. Em 1894 publicou um ensaio sobre a relação existente entre as raças humanas e o Código Penal, no qual defendeu a idéia de que deveriam existir códigos penais diferentes para raças diferentes. Segundo ele, no Brasil o estatuto jurídico do negro devia ser o mesmo de uma criança. Entre suas obras estão: Mestiçagem, Degenerescência e...
tracking img