Texto dissertativo-argumentativo a respeito do uso rebuscado da linguagem jurídica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (420 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO: DIREITO
DISCIPLINA: PORTUGUÊS JURÍDICO
PROFESSORA: FLÁVIA ELIZABETH
ALUNO: PAULO SÉRGIO DANTAS

ATIVIDADE AVALIATIVA


Com base nas reflexõese discussões suscitadas pelos artigos “O latim dá sinais de vida”, “Juridiquês no banco dos réus”, “Descomplicando o Direito” e “Delegado do Distrito Federal relata crime em forma de poesia”, produzaum texto dissertativo-argumentativo a respeito do uso rebuscado da linguagem jurídica. Seu texto deve ter um título, ser coeso, coerente, escrito em prosa e de acordo com as normas da escrita padrão.Mínimo de 20 linhas.




1 Descomplica já!

Diariamente são veiculadas palavras as quais poucos tem conhecimento, seria bom atentar, percebe-se certa disparidade em nossa língua, o que nãoresulta em entendimento da sociedade, no campo jurídico ouve-se cada vez mais um "dialeto" que tem cada vez menos afinidades com a linguagem popular.


Hoje em dia é comum todos que não são da áreajurídica ficar se perguntando o que significa isso ou aquilo. Acontece que muitos dos operadores do direito do nosso país, usa uma linguagem antiquada que está em desuso, o chamado LATIM JURÍDICO.Acredita-se que realmente é necessário que se use jargões técnicos no meio, porém esquecem que o destinatário da mensagem não é apenas o juiz, o desembargador ou o ministro, mas também o bancário, omecânico e o comerciante... enfim, todos que precisam ser amparados pela justiça. Poucos conseguem entender sequer a procuração que assinam para o advogado, tanto menos será compreensível uma petição ou umrecurso, também carecendo de tradução.

Algumas organizações do meio jurídico como a “Associação de Magistrados Brasileiros” e “Polícia Civil de SP”, defende que a linguagem utilizada seja maissimples, o que não precisa deixar de ser formal. É sabido que todas as profissões tem seus próprios linguajar, sendo que a sociedade leiga não precisa se debruçar tanto para entender algo, pois a...
tracking img