Teste

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3582 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Relacionamento interpessoal da criança


A primeira infância é um período decisivo na formação da personalidade, do carácter e no modo de agir do adolecente e do adulto. Sem dúvida, os primeiros seis Sabemos há milénios que um adulto é resultado de sua própria natureza, das suas relações com a família e diferentes grupos sociais, com a cultura e com os valores, crenças, normas e práticas.Freud demonstrava que as interacções precoces envolvendo os aspectos cognitivos e, fundamentalmente, os afectivos são pré-moldes das futuras relações do sujeito consigo, com os outros e com o ambiente. Locke assegurou: “a criança tem tendência inata a desenvolver sua personalidade original sob a infuência do ambiente e da aprendizagem” e Maria Montessori definiu a preparação do ambiente muito antesdo ingresso da criança na escola como “chave da educação e da cultura real da pessoa desde o seu nascimento”.


Desenvolvimento da criança e o papel da acompanhante


Quando nascemos trazemos impulsos amorosos e agressivos, e à medida que vamos crescendo vamos construindo os nossos vínculos afectivos e com isso desenvolvemos nosso relacionamento interpessoal. Essa fase é muiro importante,porque assim, passamos a conhecer o mundo em nossa volta e aprendemos a alicerçar nossa personalidade. Por isso, quando a criança entra na fase escolar é muito importante também o papel da acompanhante. Uma acompanhante talentosa/criativa pode influenciar favoravelmente todo um grupo de crianças. Durante as brincadeiras uma acompanhante pode evitar que o grupo de crianças fique dividido em duasvertentes opostas: uma pró-social e pró-aprendizado e outro anti-escola e anti-aprendizado. Quando isso acontece, as diferenças entre os grupos aumentam ainda mais: o pró-escola evolui bem, mas o anti-escola afasta-se do eixo e regride ainda mais. Uma sala com mais crianças tem maior probabilidade de dividir-se em grupos de oposição o que pode explicar porque as crianças tendem a evoluir melhor empequenas turmas. Mas, independentemente da dimensão das turmas, algumas acompanhantes têm o dom para manter as turmas sempre unidas!


Criança e creche


As creches nasceram para dar resposta às necessidades da população, principamente às mães trabalhadores que não tinham onde deixar os seus filhos. Na creche deve estar implicita a ideia de prolongamento da família na manutenção de laçosafectivos e sensoriais. Por vezes um brinquedo, uma fralda, uma peça de roupa funciona como um objecto transaccional, fazendo a ponte entre a case e a instituição, transmitindo segurança e conforto à criança. Na creche a criança tem os adultos como modelo que deverão privilegiar a relação sócio-afectiva como base de todo o trabalho a desenvolver. A creche é muito mais que a prestação de cuidados edeverá oferecer à criança um ambiente de qualidade adequado ao seu desenvolvimento; proporcionando actividades e estratégias que possibilitem a exploração dos seus sentidos e estimulem a sua curiosidade, promovendo o desenvolvimento das suas aprendizagens.
A adaptação à creche deverá ser um processo antecipado e progressivo de preparação entre os pais, a criança, a educadora e as auxiliares. Destaforma os pais criarão um clima seguro, essencial à adaptação da criança, permitindo à educadora e sua equipa, conhecer hábitos, ritmos e rotinas. Nos primeiros dias a criança, tal como os pais, pode sentir alguma dificuldade, o que pode provocar sintomas de mal-estar, tais como: falta de aprtite, perturbações de sono e situações de angústia. A criança muito pequena depende do adulto, quer para asua segurança, quer para o seu conforto pessoal. Na creche os adultos são os substitutos dos pais. Cabe à pedagógica criar um clima afectivo que faça com que a criança se sinta bem e segura, enquanto permanece na creche. A equipe educativa de certa forma irá condicionar a atitude futura das crianças face à escola, no sentido da experiência da relação entre família/instituição. A criança vai...
tracking img