Teste vdrl – não treponêmico

1 – Introdução

O VDRL é um exame laboratorial de apoio diagnóstico para sífilis, doença venérea causada pelo Treponema pallidum, uma DST. O contato sexual é a forma mais comum de transmissão. Oresultado do VDRL pode ser positivo ou negativo, e em alguns laboratórios a terminologia usada é reagente (positivo) e não reagente (negativo).
Diagnosticar a sífilis no início é importante para evitarproblemas graves a nível cerebral, cardiovascular e em sífilis congênita. Desde o início da infecção aparece no sangue da pessoa infectada as “reaginas”, a detecção destas substâncias no soro dopaciente e a verificação dos sinais clínicos são os procedimentos mais rápidos e úteis usados para diagnóstico da sífilis.

2 – Princípios do Teste

O VDRL (Venereal Diseases Research Laboratory)exame sorológico para diagnóstico da sífilis. Quando a sífilis está na fase primária, o exame se torna positivo depois do cancro duro com sensibilidade de 85%, já no estágio secundário da sífilis asensibilidade da sorologia é de 99%, e na sífilis terciária o VDRL apresenta sensibilidade de 70%.
É muito solicitado em consultas médicas na rede pública , é um teste não treponêmico, utiliza o antígenocardiolipínico na reação para detectar as reaginas, citadas anteriormente, possui a vantagem de ser um exame barato e de fácil realização. Usando apenas uma placa de reação, e um agitador simples, em 4minutos a reação pode ser lida no microscópio.
Quando o VDRL está positivo é possível ver na placa, depois de adicionar soro do paciente e o reagente, uma floculação, devendo ser realizado umatitulação, para ver o valor da positividade, alta ou baixa, positivo forte ou fraco, podendo ser 1:2, 1:4, 1:8, 1:16, 1:32, e assim por diante, sendo que 1:4 é mais fraco que 1:32, por exemplo, este valorvai servir para o médico diagnosticar ou acompanhar a evolução do tratamento.
O Falso negativo pode ocorrer na sífilis tardia e em casos de prozona, um fenômeno que ocorre quando a quantidade de...
tracking img