Teste raven

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5381 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1 IDENTIFICAÇÃO 3
MATRIZES PROGRESSIVAS - Escala Geral – Séries A, B, C, D e E 3
Tradução e Adaptação: Francisco Campos 3
2 OBJETIVO: 4
3 APRESENTAÇÃO 5
4 ELABORAÇÃO E USO DA ESCALA 6
4.1 Escala Geral 6
4.2 Escala Infantil 7
4.3 Escala Avançada 7
4.4 Uso Diagnóstico das Escalas Matrizes Progressivas e do Vocabulário Mill Hill 7
4.5 Normas e Fidedignidade Teste-Reteste 8
4.6Desenvolvimento Mental 8
4.7 Capacidade Intelectual e Eficiência 9
5 INTRODUÇÕES PARA APLICAÇÃO DAS MATRIZES PROGRESSIVAS (Escala Geral – Séries A, B, C, D e E) 10
5.1 Aplicação Individual 10
5.2 Aplicação Auto-Administrada ou Coletiva 11
5.3 Registro dos Resultados e Apuração 12
6 O TESTE RAVEN ESCALA GERAL NO BRASIL 14
6.1 Histórico 14
6.2 Crianças e Adolescentes 14
6.3 Estudantes deNível Superior 14
6.4 Estudos Comparativos 15
6.5 Seleção 15
6.6 Outros Estudos 15
6.7 Levantamentos Realizados pelo CEPA 15
6.8 Observações Finais 16
6.8.1 Matrizes Progressivas e Testes Verbais 16
6.8.2 As Tabelas 17
7 ESTUDO ESTATÍSTICO DO TESTE MATRIZES PROGRESSIVAS - Escala Geral Atualizado 17
8 ESTATÍSTICA DE DIFERENÇA ENTRE MÉDIAS (Teste T) 18
8.1 Limitação do Estudo 19


1IDENTIFICAÇÃO


MATRIZES PROGRESSIVAS - Escala Geral – Séries A, B, C, D e E
John Carlyle Raven


Tradução e Adaptação: Francisco Campos
Revisão: Suzana Ezequiel da Cunha


Revisado em 2002 pelo Departamento de Estudos do CEPA-Centro Editor de Psicologia Aplicada Ltda.
Publicação 2003 – 3ª. Edição

































2 OBJETIVO:

O TesteRaven, Escala Geral, visa avaliar a capacidade intelectual geral, fator “g” baseado na teoria bifatorial de Charles Spearman. Porém o teste Matrizes Progressivas pretende avaliar um dos componentes do fator “g” que é a capacidade edutiva.
O outro componente é avaliado por teste de vocabulário, que é a capacidade reprodutiva e tem como objetivo avaliar a capacidade intelectual geral imediatapara observar e pensar com clareza, aferir o desenvolvimento intelectual, a capacidade de aprendizagem e a deficiência mental.


































3 APRESENTAÇÃO

O teste das matrizes progressivas de Raven foi criado por J. C. Raven na Universidade de DUMFRIES, Escócia, foi padronizado e publicado em 1938. A forma original denominada MatrizesProgressivas Standard ( Standard Progressive Matrizes- SPM), é conhecida no Brasil como Escala Geral. Tal escala foi criada para atingir todas as faixas de desenvolvimento intelectual, desde o momento em que a criança se encontra apta a compreender a ideia de encontrar o pedaço que falta para completar um desenho.
O teste de Raven, também é conhecido como antonomásia, tem mais de 50 anos e tornou-seum instrumento clássico para avaliação do potencial intelectual é referência para outros testes, como o AGCT, Wechsler, Termen-Merrill, D48, INV e Goodenough.
O Raven foi empregado em praticamente todo o mundo e teve uma pesquisa na Espanha com 80.000 homens, gerando sua padronização. Sua aplicação é efetiva em todas as idades, a partir do Jardim da Infância e em todos os níveis culturais ou deescolaridade, além de ser empregado para diagnóstico de deficiência mental de crianças e de involução intelectual de pessoas idosas.
Esta versão foi traduzida integralmente e acrescida de informações para aplicação no Brasil, Tabelas e Referências Bibliográficas


4 ELABORAÇÃO E USO DA ESCALA

“...Compreender a natureza da educação e da reprodução – em seus contrastes agudos, na suacooperação onipresente e na sua interrelação genética – poderia ser, para a psicologia das aptidões e ainda para a psicologia do conhecimento em geral, o verdadeiro começo da sabedoria.” (C.SPEARMAN)

4.1 Escala Geral

O ponto que marca a distinção entre a Escala de Vocabulário de Mill (sem adaptação para o Brasil) e as Matrizes Progressivas(1938) é que enquanto a primeira foi elaborada para evocar...
tracking img