Teste da chama

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1583 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
| Teoria de ArrheniusSvante August Arrhenius (1859-1927)Arrhenius, físico e químico de nacionalidade sueca, nasceu em Wijk, em 1859. Aos 22 anos de idade, Arrhenius já havia realizado muitas experiências relacionadas com a passagem da eletricidade através de soluções aquosa. Durante dois anos, trabalhando no laboratório da Universidade de Upsala, colecionou vários dados sobre centenas de soluçõese concentrações. Formulou, então uma hipótese, de que as soluções aquosas contêm partículas carregadas, isto é,  íons.Tratava-se de uma proposição revolucionária e seus professores a acharam tão diferente de suas próprias idéias que, muito a contra-gosto, concederam-lhe o grau de doutor.Sem se deixar desencorajar, Arrhenius enviou cópias de sua tese a outros cientistas. Embora muito poucos tenhamtomado a sério suas idéias radicais, o grande cientista alemão Ostwald ficou tão entusiasmado que viajou para a Suécia a fim de encontrar-se com Arrhenius. Estimulado por esse apoio, Arrhenius foi estudar na Alemanha e Holanda. Finalmente, em 1889, foi publicado seu trabalho sobre a "Dissociação das Substâncias Aquosas".Embora convidado a ir para Leipzig como professor da Universidade preferiuvoltar á Suécia como conferencista e professor secundário em Estocolmo. Sua teoria ainda não havia conquistado aceitação geral e os que eram contra apelidavam os seus adeptos de "horda selvagem de Ionianos". Dois anos após esta nomeação foi eleito Presidente da Universidade e recebeu o prêmio Nobel, tendo sido o terceiro a recebê-lo no campo da Química. Finalmente, era Arrhenius reconhecido como umgrande cientista, como há muito o merecia. Foi-lhe oferecida a ambiciosa posição de professor de Química na Universidade de Berlim, mas tendo o rei da Suécia fundado o Instituto Nobel de Físico-Química, em 1905 Arrhenius tornou-se seu diretor. Continuou sendo um pesquisador incansável e um cientista extremamente versátil até sua morte, em 1927.  DISSOCIAÇÃO IÔNICA X IONIZAÇÃO Para entendermos a Teoria de Arrhenius, vamos testar a condutividade elétrica de várias soluções, utilizando a aparelhagem ilustrada a seguir:Testando a condutividade elétrica de algumas soluções utilizando a aparelhagem acima, verificou-se que: Materiais | Condutibilidade elétrica |
Solução de sal de cozinha (NaCl) | Conduz |
Solução de ácido clorídrico (HCl) | Conduz |
Solução deaçúcar (sacarose) | Não conduz |
Água destilada (pura) | Não conduz |
Água potável (torneira) | Conduz |
De acordo com estes resultados surgem alguns questionamentos:1º) Por que algumas soluções aquosas conduzem eletricidade, e outras não?2º) Por que a água destilada (pura) não conduz eletricidade e a água potável (torneira) conduz?Para responder a tais questionamentos, Arrhenius estabeleceua Teoria da Dissociação Iônica, onde a condutividade elétrica das soluções era devido à existência de íons livres.Vamos entender a razão pela qual algumas soluções conduzem eletricidade e outras não.1º) Testando a condutividade elétrica de uma solução de água com sal de cozinha (NaCl) verificou-se que a lâmpada acendeu, indicando que esta solução conduziu corrente elétrica.Observaçãomacroscópica:Explicação microscópica:O sal de cozinha é representado pela substância cloreto de sódio – NaCl – que é um composto iônico constituído pelos íons Na+ e Cl- organizados através de um retículo cristalino.Quando o retículo cristalino de cloreto de sódio entra em contato com a água, ocorre uma separação dos íons, fenômeno denominado de dissociação iônica. Os íons livres obtidos após a dissociação, sãoos responsáveis pela condutividade elétrica.Este processo de dissociação iônica pode ser representado através da seguinte equação:NaCl(s) Na+(aq) + Cl-(aq)2º) Testando a condutividade elétrica de uma solução de água com açúcar verificou-se que a lâmpada se manteve apagada, indicando que esta solução não conduziu corrente elétrica.Observação macroscópica:Explicação microscópica:O açúcar é...
tracking img