Tese

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 190 (47456 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

2

Mégara Hyblaea foi fundada na costa oriental da Sicília, por volta do ano de 728 a.C.
Tal informação nos é fornecida pela tradição textual grega, a qual segue os relatos de Estrabão
e Tucídides1. A metrópole, de onde partira a expedição de colonos, foi a cidade de Mégara
Nisaia, localizada no ístimo de Corinto, entre a Ática e o Peloponeso. Mégara Hyblaea não
foi a únicacolônia a surgir nesse período: entre o segundo quartel do século VIII a.C e o final
do século VII a.C, dezenas de expedições saíram da Hélade em direção à várias regiões da
costa do Mar Mediterrâneo, em especial ao sul da península Itálica e à Sicília. O resultado
deste processo foi a fundação de inúmeras apoikiai, como os gregos chamavam suas colônias.
Uma ampla expansão territorial estavasendo empreendida.
A cidade de Mégara Hyblaea é o foco da pesquisa que temos desenvolvido nos
últimos anos, a qual resultou na presente dissertação. Reveladas principalmente a partir do
século XIX2, as ruínas de Mégara suscitaram o interesse de vários estudiosos. A descoberta de
um traçado urbano bastante organizado, datado do final do século VIII a.C., contribuiu
substancialmente para aspesquisas espaciais e urbanísticas, bem como para os estudos
relativos à polis, instituição grega típica dos períodos arcaico, clássico e helenístico3.
A partir da década de 50, Mégara Hyblaea passou a ser escavada por pesquisadores da
Escola Francesa de Roma, liderados por Georges Vallet, François Villard e Paul Auberson4.
Estas escavações revelaram detalhes arqueológicos do setor urbano dacidade, fomentando
novos estudos. Graças à disponibilidade de dados arqueológicos publicados pelos arqueólogos
da Escola Francesa de Roma, foi possível a realização desta dissertação de mestrado, sem a
realização de trabalho de campo.
Nossa pesquisa orientou-se a partir de dois objetivos principais. O primeiro consiste
na elaboração de uma análise da organização espacial de Mégara Hyblaea, com basenos
1

TUCÍDIDES, VI, 3-5; ESTRABÃO, VI, 2,2.
As pesquisas realizadas no século XIX foram realizadas pelo museu de Siracusa, sob a liderança dos
pesquisadores Francesco Cavallari e Paolo Orsi. Ver: IACOVELLA, Andréa. Les premières fouilles à
Mégara Hyblaea (1860-1897), dans MEFRA, 113-1-2001, p. 401-469.
3
No período helenístico a polis sofreu reestruturações.
4
Os trabalhos em Mégaraforam iniciados pelo Museu Nacional de Siracusa (atual Museu Paolo Orsi), ainda no
século XIX, sob a liderança dos pesquisadores Francesco Cavallari e Paolo Orsi. (Sobre o primeiro período
de escavações em Mégara Hyblaea ver o artigo: IACOVELLA, Andréa. Les premières fouilles à Mégara
Hyblaea (1860-1897), dans MEFRA, 113-1-2001, p. 401-469). As escavações foram reiniciadas na década
de 50, soba coordenação dos pesquisadores da Escola Francesa de Roma, Georges Vallet, François Villard
e Paul Auberson. Os trabalhos foram retomados na década de 80, sob a coordenação de Michael Gras, Henri
Tréziny e Henri Broise.
2

3

resultados publicados das escavações e em outras obras que tratam do tema. Será dada ênfase
especial aos espaços sagrados. A partir da análise das áreas cultuais edas transformações
ocorridas nos locais de prática religiosa pretendemos verificar como se deu a evolução sóciopolítica da cidade e buscar elementos para entender como ocorreu a emergência da polis no
local5.
O segundo objetivo de nossa pesquisa é verificar, no caso de Mégara Hyblaea, como
se comporta o modelo de surgimento da polis elaborado por François de Polignac.
Pesquisador da Escola deParis, Polignac promoveu uma revisão nos estudos relativos à
cidade-estado grega antiga, ao apresentar a religião como elemento fomentador dos laços
entre os indivíduos e, por conseqüência, da polis. De acordo com o pesquisador francês, na
obra “La naissance de la cité grcque” 6, os espaços sagrados comunitários teriam promovido
a integração dos habitantes de um determinado local. A partir...
tracking img