Territorialização da área 02, microárea 05 da usf do bairro eduardo angelim, belém-pa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2642 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PARÁ – CESUPA
ÁREA DAS CIÊNCIAS AMBIENTAIS, BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
CURSO DE MEDICINA

Eunice Augusta de Oliveira Souza
Lorena Barros Bianchini
Maria Mariana Ladislau de Matos
Mayara Munique Correa de Oliveira Silva

TERRITORIALIZAÇÃO DA ÁREA 02, MICROÁREA 05 DA USF DO BAIRRO EDUARDO ANGELIM, BELÉM-PA

Belém
2011
1. Introdução
O primeiro a dedicar atenção edescrever a Tuberculose –TB, foi Hipócrates, sob a denominação de tísica, palavra grega que significa decair, consumir, definhar, contudo os relatos de TB são anteriores mesmo ao inicio da civilização.
Surtos de Tuberculose afetavam quase toda a Europa. O processo de conquistas territoriais europeu conduziu para os povos nativos das colônias a contaminação da doença, incluindo a contaminaçãodas Américas. O bacilo da tuberculose contaminou povos nativos, os quais, sem defesa imunológica para a doença, tiveram grandes contingentes dizimados. O processo de colonização expandiu ainda mais a doença, as migrações e emigrações contribuíram ainda mais para o processo de disseminação. No Brasil, a doença chega quando, atraídos pelas qualidades climáticas tropicais, na época considerada comosaudáveis para a cura do mal, para cá se dirigiram os convalescentes em busca de alguma esperança de melhora. Assim, padres jesuítas, com a missão de catequizar os gentílicos, mantinham contato constante com populações indígenas, esse contato contribuiu para transmissão da tísica.
A tuberculose (TB) é uma doença de amplitude mundial e seu principal agente etiológico é Mycobacterium tuberculosis,identificado em 1882 por Robert Koch. Esta enfermidade pode resultar da reativação de uma primo-infecção ou pode ser decorrente de infecção recentemente adquirida. (Giroti, 2010)
A infecção pelo bacilo da tuberculose pode ocorrer em qualquer idade, mas no Brasil geralmente acontece na infância. Nem todas as pessoas expostas ao bacilo da tuberculose se tornam infectadas. A infecção tuberculosa, semdoença, significa que os bacilos estão presentes no organismo, mas o sistema imune está mantendo-os sob controle. Entre os infectados, a probabilidade de adoecer aumenta, na presença de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), e outras formas de imunodepressão, na presença de desnutrição, silicose, diabetes, pacientes submetidos a gastrectomia ou bypass intestinal, em usuários dedrogas endovenosas e crack. As reativações de infecções antigas e latentes explicam grande parte dos casos de doença em idosos. (Secretária de Vigilância em Saúde, 2010)
Nos países desenvolvidos é mais freqüente entre as pessoas idosas, nas minorias étnicas e imigrantes estrangeiros. Nos países em desenvolvimento, estima-se que ocorram 95% dos casos e 98% das mortes causadas pela doença, ou seja,mais de 2,8 milhões de mortes por tuberculose e 7,5 milhões de casos novos, atingindo a todos os grupos etários, com maior predomínio nos indivíduos economicamente ativos (15-54 anos) da sociedade. No Brasil, os homens adoecem duas vezes mais do que as mulheres. (Ministério da Saúde, 2010)

Em 1991, a OMS (Organização Mundial de Saúde) reconheceu que a persistência da tuberculose era resultado damá administração dos programas de controle, do descuido dos governos, da pobreza, do crescimento populacional e do incremento das migrações. (Oliveira, 2010)
Apesar de já existirem recursos tecnológicos capazes de promover seu controle, ainda não há perspectiva de obter-se, em futuro próximo, sua eliminação como problema de saúde pública, a não ser que novas vacinas ou medicamentos sejamdesenvolvidos.
É importante que a infecção com o M. Tuberculosis seja diferenciada de doença. A infecção é presença de organismos, que pode ou não causar doença significativamente clinica. A maioria das infecções é adquirida pela transmissão pessoa a pessoa de gotículas transmitidas pelo ar de organismos de um caso ativo para um hospedeiro suscetível na maioria dos indivíduos (Robins, 2008)
A TB é uma...
tracking img