Terras para rose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (255 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Colonização institucional

Já se afirmou que a colonização, no brasil, sempre teve um acentuado viés publico.
Não se pode definir colonização como simplespovoamento ou ocupação aleatória, tendo em vista que a mesma é uma politica governamental, da qual trabalha para manter ou sanar a evasão dos produtores rurais para oscentros urbanos.
A chamada colonização dirigida que é dividida em ciclos ou períodos.
PRIMEIRO PERIODO (1824-1908): intensa imigração europeia, devido a fartura emmao de obra, a margem do mercado de trabalho, graças a industrialização ocorrida na época. Este fenômeno se dissipa ao longo do século XIX com a Lei Auria.SEGUNDO PERIODO (1908-1930): em decorrência de sua alta densidade demográfica, o Brasil se torna alvo do Japão em sua politica de emigração.
TERCEIRO PERIODO(1930-1954): a depressão econômica pos primeira guerra mundial. Dae vem o golpe de 1937, o Estado Novo, sob comando de Getúlio Vargas. Limitava a entrada no territórionacional de “passageiros estrangeiros de terceira classe”.
QUARTO PERIODO (1954-1970): o estado procura disciplinar de forma mais efetiva, a atividade colonizatória,ate mesmo para diminuir os impactos ambientais. Deste surge o INIC – instituto nacional de imigração e colonização (1954), em seguida baseado no ET, cria-se o IBRA– instituto brasileiro de reforma agraria.
QUINTO PERIODO (1970-EM DIANTE): repressão a luta armada e aos movimentos sociais, neste senário se viu necessário criar oINCRA – instituto nacional de reforma agraria, o mesmo se concentra no projeto TRANSAMAZONICA, dando inicio a um dos maiores marcos da reforma agraria brasileira.
tracking img