Terceira fase do modernismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2595 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Terceira fase Modernista no Brasil (1945- +/- 1960)
Em 1945 houve o termino da 2° Guerra Mundial, milhões de mortos na Europa, o holocausto, a queda de Hitler, o homem que ordenou a morte de milhões de judeus nos campos de concentração, as bombas atômicas, que causaram a morte instantânea de milhões de japoneses, e posteriormente destruiu a vida de outros. Como se não fosse suficiente GuerraFria entre o pólo capitalista e o socialista, deixou no ar a ameaça de uma Guerra Nuclear que colocaria toda a humanidade em risco.
Dá-se ai, o inicio de uma nova juventude, de uma nova forma de pensar e contestar, essa oposição ao o que ocorre é feita através de palavras, pois antes os jovens só eram reprimidos, mas quando houve necessidade foram recrutados a guerra.
No Brasil, após a SegundaGuerra Mundial, há o inicio de um novo período de sua história, esse é marcado pelo desenvolvimento econômico, pela democratização política e pelo surgimento de novas tendências artísticas e culturais.
*Caracteristicas da Terceira Fase do Modernismo

Definui-se que a terceira fase do modernismo se iniciou em 1945 e foi até 1960, alguns estudiosos nomeiam essa fase como Pós-moderna e segundo osmesmo esta ainda estaria se desenrolando até a data atual, inicialmente abordaremos o modernismo como o período de 1945 à 1960. O período é representado principalmente pela Prosa, na 3° fase do modernismo há a publicação de vários contos, crônicas e romances. Há também a continuidade de 3 tendencias já ocorridas na 2° fase do modernismo;

Prosa Urbana, contos que polarizam e conflituam o individuo eo meio social, destacam-se Dalton Trevisan, Rubem Braga, Lygia Fagundes Telles que também produziu romances;

Prosa Intimista, se concentra na sondagem psicológica, caracteristica marcante das produções de Clarice Lispector. Destacam-se também Lygia Fagundes Telles e Antônio Olavo Pereira;

Prosa Regionalista, o primeiro autor da tendencia foi Bernardo Guimarães, no século XIX, a prosaregionalista recebeu inovações linguisticas e temáticas vindas de Guimarães Rosa, que publicou seu primeiro livro, Sagarana, recebendo vários prêmios, mais tarde escreveu Grande Sertão: veredas, um romance que deixa claro a temática da vida no sertão. Outros nomes importantes para a Prosa Regionalista foram Herberto Sales, Mário Palmério e Bernardo Éllis;

Negando a liberdade formal, as irônias, assátiras e outras características modernistas, os poetas de 45 buscaram uma poesia mais “equilibrada e séria”, tendo como modelos os Parnasianos e Simbolistas. No fim dos anos 40, surge um poeta singular, não estando filiado esteticamente a nenhuma tendência: João Cabral de Melo Neto.

Outro genero presente é a Poesia, diferente do período antecessor a poesia deste perído está em busca de seriedadee é mais equilibrada, os poetas da fase anterior continuam a produzir, mas estão em constante renovação, formas fixas e classicizates foram retomadas por estes poetas, denominados neoparnasianos. A denominação Neoparnasiano é de fundo pejorativo, partindo do pressuposto de que os autores desta fase opunham-se às características radicais e enérgicas da Primeira Fase Modernista, tendo umcomportamento mais formal diante das produções literárias.

Referências históricas
1945 = fim da 2ª GM, início da Era Atômica (Hiroxima e Nagasaki), ONU, Declaração dos Direitos do Homem, Guerra Fria. No Brasil, fim da ditadura Vargas, redemocratização brasileira, retomada de perseguições políticas, ilegalidades e exílios.
Autores Principais
Guimarães Rosa (1908 - 1967)
Mineiro, formou-se em Medicina eclinicou pelo interior, foi ministro e pela carreira diplomática esteve em Hamburgo, Bogotá e Paris. Foi eleito membro da ABL e faleceu 3 dias depois de sua posse.
A obra de G. Rosa é extremamente inovadora e original. Seu livro, Sagarana (1946), vem colocar uma espécie de marco divisor na literatura moderna do Brasil: é uma obra que se pode chamar de renovadora da linguagem literária. Seu...
tracking img