Terapia de casal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7730 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TERAPIA DE CASAL

Vivemos em uma época de muitas mudanças e contradições. Por exemplo, na classe média os jovens estão saindo de casa cada vez mais tarde, pressionados pela crise econômica e pela popularização dos cursos de pós-graduação, mas também é frequente encontrar muitos casais jovens que vivem juntos sem o vínculo legal do matrimônio.
Em vários países, fatores diversoscontribuem para que pelo menos 30% dos casais separem-se ao longo da vida. Para aqueles que se casaram nos Estados Unidos a partir de 1995, este índice chega a 50%. Dos que se separam, a maioria volta a casar, sendo que a taxa de separações no segundo casamento sobe para 60%. Dos homens que se separam pela segunda vez, a maioria volta a casar novamente: As pessoas estão se separando mais e continuamcasando e recasando. Portanto, não é correto afirmar que o casamento é uma instituição falida ou que está acabando. Ele está é se complexificando, porque o ser humano ainda não encontrou outra forma melhor de satisfazer suas necessidades básicas de segurança e intimidade, bem como de criar filhos.
Na prática clínica, dentro deste quadro, estima-se que metade dos pacientes casados tenham comoqueixa principal dificuldades conjugais e que outros 25% apresentem problemas associados ao casamento (Sager, 1978).
A nova realidade está também associada à influência do movimento feminista, que trouxe importantes contribuições para mudanças culturais em nossa sociedade. Sua postura contra a situação concreta de desigualdade, de menor poder da mulher, alertou os profissionais para não deixar delado o dado básico de que na atualidade, com ambos trabalhando fora, na maioria das vezes as mulheres se ocupam dentro de casa, na média, duas horas diárias a mais que os homens, comprovando, assim, a tese da "dupla jornada de trabalho" (Carter, 1992).
Por isso, é muito comum o casal que se apresenta para a terapia com a mulher muito insatisfeita e deprimida, tomando iniciativa para otratamento e reivindicando um maior espaço pessoal. Toda esta situação faz com que a procura por terapia de casais seja crescente, e a vantagem da abordagem conjunta sobre a individual, quando a queixa é desajuste conjugal, reside na possibilidade de se coordenar uma mudança simultânea em ambos os membros, conforme seus objetivos. Numa situação de crise, um estudo preliminar sugeriu que a terapia decasal ajuda os cônjuges a manter o casamento numa proporção superior ao da terapia individual, mostrando que a escolha da técnica pode trazer importantes repercussões para a vida prática das pessoas (Gurman & Kniskern, 1978). Uma pesquisa mais recente assinala que na coexistência de conflito conjugal e depressão, muito comum na clínica, a terapia conjunta é a única que ajuda no alívio dos sintomastanto da depressão quanto do relacionamento (Beach & OLeary, 1992).
Quando o casal está em crise e ambos querem investir no casamento, a terapia de casal pode ser uma boa alternativa para começar um plano terapêutico, que mais tarde pode se desenvolver em outras direções.


OS CONFLITOS MAIS COMUNS NAS VÁRIAS ETAPAS DO CASAMENTO


Atualmente evita-se na literatura falar em "casalnormal" por diversas razões. Mencionamos já o alto índice de divórcios que afeta indiscriminadamente indivíduos com ou sem psicopatologia. A família nuclear tradicional, ou seja, o casal e seus filhos biológicos, em um estudo recente, eram não mais do que 30% numa amostragem ampla dos domicílios norte-americanos. Em quase 20% dos lares havia crianças de casamentos anteriores. Prefere-se, em vistadisto, falar em casal funcional e não em casal normal.


O CASAL FUNCIONAL


Lewis (1979) resumiu em algumas pontos o retrato do casal que está bem. A comunicação é direta e várias opiniões são toleradas. A coesão é grande e as emoções são expressadas integralmente. O poder está bem distribuído e os conflitos resolvem-se pela negociação e não por ameaças ou autoritarismo. A disciplina é...
tracking img