Teorização do serviço social: documento de sumaré

Karen M. Sgobbi - Serviço Social - UNAERP

TEORIZAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL: DOCUMENTO DE SUMARÉ


Introdução
Os Documentos de Araxá, Teresópolis e Sumaré serviram para estudos de profissionais reunidos em seminários promovidos pelo Centro Brasileiro de Cooperação e Intercâmbio de Serviços Sociais (CBCISS). Através de estudos pode-se dizer que o Serviço Social preocupou-se comquestões que põe em jogo sua própria existência ou sobrevivência.
Na década de 30, surgiu o modelo franco-belga de tendência assistencialista, o modelo americano, o modelo clínico apoiado em teorias psicodinâmicas, que não respondiam ao que a Igreja desejava, tornando à prática de caridade mais racional.
O desenvolvimento econômico e político e o progresso das ciências sociais criaram novassituações problemáticas, através dos seminários buscava-se o reconhecimento da profissão e do ensino de Serviço Social, reconceituação no início dos anos 60. Foi nessa ocasião que o CBCISS propôs um estudo profundo, por isso realizou-se os três seminários:
 1967 – Araxá-MG: Teorização do Serviço Social
 1970 – Teresópolis-RJ: Metodologia do Serviço Social
 1978 – Sumaré – RJ: Cientificidade doServiço Social

É uma examinação das bases numa percepção maior que a realidade.
Vinte e cinco assistentes sociais reuniram-se no centro de Estudos do Sumaré, no Rio de Janeiro, com objetivo principal de continuar os estudos de teorização de Serviço Social. Desenvolveu-se um processo preparatório, de medidas e estudos, para o seminário, buscou-se conhecer a opinião de diversos assistentes sociais.Assim, desenvolveu-se um processo preparatório e questionamentos, de medidas e estudos, para o seminário que foram:

I-O Serviço Social numa perspectiva do método cientifico de construção e aplicação do Serviço Social.

II-O Serviço Social a partir de uma abordagem de compreensão, ou seja, interpretação fenomenológica do estudo científico do Serviço Social.

III-O Serviço Social apartir de uma abordagem dialética, ou seja, teoria de interpretação com base no método dialético, entendido em sentido metodológico: a relação entre o objeto construído por uma ciência, o método empregado e o objeto real visado por essa ciência.

A elaboração dos documentos de base do seminário, abordando esses três temas teve a participação, em grupo, de assistentes sociais. Quanto ao 3° objetivo doseminário era de provocar questionamentos sobre a viabilidade das proposições face a realidade brasileira. Assim chegou o resultado seguinte. O programa constituiu-se dos três temas básicos:

 O Serviço Social e a Cientificidade;
 O Serviço Social e Fenomenologia;
 O Serviço Social e a Dialética.

Para o estudo dos temas estudou-se através de conferências, estudo em grupos, sessãoplenária etc. O seminário evidenciou principalmente um esforço reflexivo, como um processo que continua aberto, e demandara novos estudos, uma constante perspectiva crítica. Não houve intenção de chegar à conclusão, mas contribuir para a vitalidade desse processo.

O Serviço Social e a Cientificidade

Oito anos depois (1978) realizou-se o encontro de Sumaré (RJ), objetivando a cientificidade doServiço Social. Este encontro registra o deslocamento da perspectiva modernizadora da arena central do debate e da polêmica e a disputar seus espaços e hegemonia com ressonância nos foros de discussão, organização e divulgação da categoria profissional. O desafio que ficou foi de discutir a construção do objeto do Serviço Social mediante um enfoque dialético que incorpore uma dupla perspectiva: a daciência e a dos modos de produção das formações sociais e das conjunturas políticas.

Inicialmente o grupo preocupou-se em conceituar “cientificidade”, para tal escolheram a tese de Holward Goldstein por de tratar de uma obra ainda não muito conhecida no Brasil e pela riqueza de informações de elevado grau de sistematização que oferece dentro de uma linha simples e atualizada.
A noção...
tracking img