Teorias malthusianas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1035 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ESTUDO SOCIAIS
GEOGRAFIA IV

TEORIAS DEMOGRÁFICAS:
MALTHUSIANA, NEOMALTHUSIANA E ANTIMALTHUSIANA


INTRODUÇÃO
Thomas Robert Malthus (1766 – 1834) foi um economista britânico e é considerado o pai da demografia. Em 1805, foi nomeado professor de história e de economia política em um colégio da Companhia das Índias (o East India Company College), em Haileybury.Expôs suas ideias em dois livros conhecidos como Primeiro ensaio e Segundo ensaio: "Um ensaio sobre o princípio da população na medida em que afeta o melhoramento futuro da sociedade, com notas sobre as especulações de Mr. Godwin, M. Condorcet e outros escritores" (1798) e "Um ensaio sobre o princípio da população ou uma visão de seus efeitos passados e presentes na felicidade humana, com umainvestigação das nossas expectativas quanto à remoção ou mitigação futura dos males que ocasiona." (1803). Ambos os ensaio demonstram a visão de Malthus acerca do crescimento populacional: segundo ele, era um progressão geométrica. A partir disso, propôs modos de controle desse aumento da população.
Em meados do século XX, houve outra explosão demografica e com ela veio uma nova teoria de controle dapopulação, a Neomalthusiana, que partilhava dos mesmos princípios da de Malthus. Também surgiu uma teoria de oposição, a Anti-Malthusiana ou Reformista, para colocar em “xeque” as propostas até agora.

TEORIA MALTHUSIANA
Thomas Malthus elaborou uma teoria demográfica em que afirmava que a população cresceria de forma desproporcional a produção de alimentos. Nos países que se industrializaram, aspessoas saíam do campo rumo as cidades e encontravam uma situação sanitária e socio-econômica melhor, em relação ao campo. Isso fez com que a qualidade de vida melhorasse e o índice de mortalidade diminuísse. Seguindo a lógica, enquanto o crescimento da população seria uma progressão geométrica (2,4,8,16,32...), os alimentos cresceriam em progressão aritmética (2,4,6,8,10...), o que resultaria, aolongo das décadas, em um grave déficit agrícola, que por sua vez levaria a carência alimentar, propagação de doenças e, por fim, guerra entre as nações.

Como solução, Malthus pregava a sujeição moral como forma de controle populacional, que previa abstinência sexual e adiantamento de casamentos, limite de filhos nas famílias pobres, elevação dos preços das mercadorias e diminuição salarial,afim de pressionar as famílias de baixa renda a não ter uma prole numerosa. O que mais se pode constatar em relação a essa teoria é que Malthus considerou a igual distribuição de alimentos, quando na verdade há uma grande concentração de alimentos nos países ricos e, logicamente, a falta deles no países pobres. A população não cresceu como sua previsão e foram desenvolvidas novas técnicas agrícola,o que possibilitou a maior produção de alimentos, acompanhando a população. Percebidos esse aspectos, sua teoria foi caindo na descrença e sendo desmentida pela realidade.

TEORIA NEOMALTHUSIANA
Após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), houve a Revolução Médico-Sanitária[1], que proporcionou que o índice de mortalidade, principalmente a infantil – muito alto nos países subdesenvolvidos –tivesse um grande queda, tendo o índice de crescimento vegetativo um aumento substancial, que atingiu seu apogeu nos anos 1960 e recebeu o nome de explosão demográfica.
A teoria foi elaborada, sobre a premissa de que se o aumento descompassado da população não fosse contido, os recursos naturais do planeta seriam esgotados em pouco tempo. Os neomalthusianos culpavam o crescimento desordenado pelosubdesenvolvimento e pobreza, o que elevava os gastos estatais em educação e saúde. Como efeito dominó, prejudicaria os investimentos em setores produtivos e dificultaria o desenvolvimento econômico, esgotaria os recursos naturais, provocaria o desemprego e levaria à pobreza. E pior, acreditavam que essa situação poderia levar os países subdesenvolvidos a se alinhar com o socialismo, um grande...
tracking img