Teorias do jornalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1056 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - CCSO
PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO
DEPARTAMENTO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
DISCIPLINA: EPISTEMOLOGIA DO JORNALISMO
PROFESSOR: FRANCISCO GONÇALVES








TEORIAS DO JORNALISMO

















SÃO LUÍS – MA
2012
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO – UFMA

Juliene Hidelfonso
Suellen CristianeTEORIAS DO JORNALISMO

Trabalho do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Maranhão - UFMA, na Disciplina de Epistemologia do Jornalismo apresentada ao Professor Francisco Gonçalves, para obtenção de nota.










SÃO LUÍS – MA
2012
TEORIAS DO JORNALISMO

Teoria: Teoria do Espelho.
Autor(es): Anthony Smith, Michael Schudson e Walter Lippman.Síntese: A imprensa funciona como um espelho do real, apresentando um reflexo claro dos acontecimentos do cotidiano.
Conceito: O jornalismo é um mediador desinteressado, cuja missão é observar a realidade e emitir relatos isentos de opiniões pessoais.
Categoria: Comunicador desinteressado – agente que não tem interesses específicos a defender, que o desviem da missão de informar.
Novo jornalismo –aquele que faz separação entre fatos e opiniões.

Teoria: Teoria da Ação Pessoal ou Teoria do Gatekeeper.
Autor(es): David Manning White, Michael Schudson, McCombs, Shaw e Hirsh.
Síntese: Diante de um grande número de acontecimentos, só viram notícias aqueles que passam por uma cancela ou portão.
Conceito: -
Categoria: Gate – portão em inglês. Gatekeeper – porteiro ou selecionador dasnotícias, o próprio jornalista.

Teoria: Teoria Organizacional.
Autor(es): Warren Breed, Rosten, Gieber, Bogart, Sigelman, Nimmo, James Curran, John Soloski.
Síntese: O trabalho jornalístico é dependente dos meios utilizados pela organização.
Conceito: O jornalismo é um negócio seriamente influenciado pelo fator econômico.
Categoria: -

Teoria: Teoria da Ação Política.
Autor(es): Gaye Tuchman,Lichter, Rotham, Herman, Chomsky.
Síntese: As notícias são distorções sistemáticas ao serviço dos interesses políticos.
Conceito: O jornalismo ou colabora na utilização instrumentalista dos “media noticiosos”, ou é totalmente submisso ao desígnio dos interesses dos proprietários.
Categoria: Versão de esquerda – os media noticiosos são vistos de forma instrumentalista, isto é, servemobjetivamente a certos interesses.Versão de direita - os media noticiosos servem como instrumentos que põe em causa o capitalismo. Propaganda framework – cobertura dos acontecimentos como uma campanha publicitária.

Teoria: Teorias Construtivas.
Autor(es): Halloran, Berger, Luckman, Cohen, Young, Hall, Molotch, Lester, Roscho, Schlesinger, Tuchman.
Síntese: Concebe as notícias como construção, asrejeita como espelho por diversas razões.
Conceito: Pensa a atividade jornalística como contadora de histórias que constroem uma realidade.
Categorias: Hot moments – momentos de crise. Networking – relações informais entre jornalistas e a conexão cultural.

Teoria: Teoria Estruturalista.
Autor(es): Stuart Hall, Gramscl.
Síntese: As noticias são um produto social resultante da: organizaçãoburocrática dos media, estrutura dos valores noticia, momento de construção da noticia que envolve a identificação e contextualização.
Conceito: Reconhece a “autonomia relativa” dos jornalistas em relação a um controle econômico direto.
Categorias: -

Teoria: Teoria Interacionista.
Autor(es): Gaye Tuchman, Molotch, Lester, Mauro Wolf, Gurevitch, Blumler, Bennett, Gressett, Haltom, Miller e Williams.Síntese: As noticias são resultado de um processo de produção, definido como a percepção, seleção e transformação de uma matéria-prima num produto.
Conceito: O trabalho jornalístico é uma atividade prática e cotidiana orientada para cumprir as horas de fecho.
Categorias: New net – rede noticiosa. Hierarquia da credibilidade – quanto mais prestigioso for titulo do individuo maior a...
tracking img